Destaque, S. João da Madeira, Sociedade

S. João da Madeira com Provedora Municipal dos Animais

Com uma vasta experiência ao nível da causa animal, Ângela Quaresma tomou posse como Provedora Municipal dos Animais, cargo que não existia em S. João da Madeira e que foi criado no atual mandato autárquico.

É o culminar de um processo que se iniciou com a aprovação do respetivo regulamento e que se caracterizou por “um grande consenso político-partidário”, como sublinhou o Presidente da Câmara, salientando que as votações por voto secreto do nome de Ângela Quaresma em reunião do executivo e, posteriormente, na Assembleia Municipal.

Considerando que “a sensibilidade das pessoas para a condição animal mudou radicalmente”, Jorge Vultos Sequeira referiu que o município “tem acompanhado essa evolução”, desenvolvendo, nos últimos anos, “um conjunto de iniciativas nessa área”.

Entre essas medidas, inclui-se o apoio à esterilização de cães e gatos para pessoas carenciadas, a adoção de gatos que vivem no edifício da Câmara, a autorização para que funcionários levem animais para os seus gabinetes, a ampliação do albergue municipal para animais errantes e a instalação do primeiro espaço para acolhimento de uma colónia de gatos.

O Presidente da Câmara falava durante a cerimónia de tomada de posse da provedora, que decorreu no Salão Nobre do Município, onde esteve presente também a Presidente da Assembleia Municipal, Clara Reis. Por videoconferência, devido à Covid-19, participaram ainda autarcas e dirigentes municipais, assim como a veterinária municipal e a presidente da associação de defesa dos animais “ANI S. João”.

 

“Todos juntos”

Depois de tomar posse, Ângela Quaresma agradeceu o “voto de confiança” e mostrou-se empenhada em dar o seu melhor, apelando ao envolvimento de todos: “Este caminho só se faz, se estivermos todos juntos por esta causa”.

Ainda antes desse apelo, a Presidente da Assembleia Municipal, Clara Reis, já se mostrara “disponível para colaborara em tudo aquilo que venha ser necessário”, realçando que atenção dos sanjoanenses em relação aos animais “justifica em absoluto” a criação deste cargo.

Como foi explicado na sessão, a provedora dos animais vai intermediar a relação entre o executivo e os cidadãos no que concerne à causa animal, contando com o apoio financeiro e logístico da Câmara, que, neste processo, ouviu a veterinária municipal, a Divisão de Ambiente e a associação “ANI S. João”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *