Cultura, Destaque, Torres Vedras

Ciclo de órgão volta a Torres Vedras

Torres Vedras vai acolher pelo quinto ano consecutivo o seu ciclo de órgão.

Uma iniciativa que acontece num ano particularmente diferente, marcado pela pandemia decorrente da doença COVID-19, em que, segundo as palavras do diretor artístico do evento, Daniel Oliveira, “a arte deve assim assumir um papel de conforto e energia positiva perante a sociedade”.

O V Ciclo de Órgão de Torres Vedras será composto por três grandes concertos, nos quais o órgão histórico da Igreja da Misericórdia de Torres Vedras, construído em 1773 por Bento Fontanes, é convidado a dialogar com outros instrumentos e com outras realidades artísticas, num autêntico “cruzamento” de artes e de áreas. Esses concertos serão comentados e contarão com a participação do organista polaco Norbert Itrich, do Coro Notas d`Alta, da violinista Zófia Pajak e uma apresentação da Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues, instituição torriense de referência no ensino da música.

De realçar que o último concerto desta quinta edição do ciclo de órgão de Torres Vedras, tendo em conta o atual contexto de pandemia, será em homenagem aos profissionais de saúde de todo o mundo, no qual “a emoção, espiritualidade e partilha estarão bem presentes”.

Os três referidos concertos serão alvo de transmissão online (por meio da página de Facebook da Câmara Municipal de Torres Vedras bem como do canal de Youtube também desta entidade).

Em novembro, todas as quintas-feiras pela hora do almoço, também na Igreja da Misericórdia de Torres Vedras, o evento proporcionará mini concertos “à la carte”, com a duração de 15 minutos, nos quais o público escolherá o que quer ouvir perante uma “carta” bastante diversificada, que incluirá desde peças do século XVI até temas bem atuais dos nossos dias.

“Uma festa do Órgão em Torres Vedras, que honra o seu público com qualidade, diversidade e dinamismo em prol do seu património histórico”, é assim que Daniel Oliveira define este V Ciclo de Órgão de Torres Vedras, um evento que é organizado pela Câmara Municipal de Torres Vedras e pela Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras com a parceria das paróquias de Torres Vedras, do Patriarcado de Lisboa, da Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues e da Cultur’canto – Associação Cultural.

Se precisa de empresa de marketing digital pode ver a Livetech

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *