Desporto, Póvoa de Varzim

Crescimento desportivo poveiro em destaque na Gala do Desporto

Foi num Pavilhão Municipal completamente lotado que a Póvoa de Varzim celebrou a 6ª Gala do Desporto, na noite da passada sexta-feira. 689 campeões receberam a merecida homenagem por mais uma época de grandes conquistas para o desporto poveiro, numa noite especial, que recebeu o maior número de galardoados, mais de 2.000 espetadores e mais de 8.000 pessoas alcançadas pelo direto via Facebook.
No total, foram agraciados 569 atletas, 60 técnicos, 8 árbitros, 5 professores e 47 atletas de desporto escolar, que contribuíram para o reconhecimento e evolução de 32 modalidades diferentes: andebol, atletismo, automobilismo, badminton, basquetebol, bodyboard, canoagem, capoeira, ciclismo, dança, futebol, futebol de praia, futevólei, futsal, ginástica acrobática, ginástica de trampolim, hipismo, hóquei em patins, jiu-jitsu, karaté, kickboxing, motonáutica, muay-thai, natação, pesca desportiva, polo aquático, ténis de mesa, ténis de praia, tiro com arco, vela, vela adaptada e voleibol.

A abrir a cerimónia, a convidada surpresa de luxo, Blaya, colocou todos os presentes a dançar. Acompanhada pelos RP Dancers, a cantora, compositora e bailarina luso-brasileira, bem ao seu estilo, não deixou ninguém indiferente e deixou o palco sob forte ovação.

Na sua intervenção, o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, destacou a contínua evolução do evento, começando por “uma palavra que muito me agrada e que, felizmente, sempre tenho podido pronunciar quando faço o ponto da situação relativamente à vida desportiva na Póvoa de Varzim – Crescer.” O edil considera este crescimento um “bom hábito, mas um hábito difícil, porque estamos a falar, em cada ano, de números altíssimos, cuja superação só é possível porque todos – atletas, clubes, famílias dos atletas, o município – estamos empenhados em fazer da prática desportiva um hábito quotidiano, seja em modo de lazer ativo, seja na vertente competitiva”.

A progressão de 180 para 689 atletas distinguidos, entre 2014 e 2019, significa uma “evolução verdadeiramente fantástica” para o autarca, porque se tratam de “jovens campeões poveiros que conquistaram títulos nacionais e internacionais, ao serviço de clubes da Póvoa de Varzim ou de outras localidades”.

Aires Pereira não esqueceu o “papel fundamental” da escola para este sucesso, instituição que funciona como “viveiro” para os clubes, que depois, “como cultivadores e aperfeiçoadores” potenciam as qualidades técnicas destes jovens. “Esta parceria escola/clube – e muitas vezes o clube é o do bairro ou da freguesia, nas competições populares, antes de atingir o patamar competitivo federado – é fundamental para que o desporto tenha, entre nós, a dimensão social e a dimensão competitiva que tem”, sublinhou o edil, que atribuiu o “sucesso competitivo destes 689 jovens” a todos aqueles que participaram ativamente no seu processo formativo e percurso competitivo.

Este sucesso não seria possível sem investimento e sem o apoio do município no fomento da atividade desportiva. A este respeito, Aires Pereira esclareceu que, no ano de 2019, tal como em 2018, o município da Póvoa de Varzim contribuiu com “5 milhões de euros, um valor que corresponde a 8% do orçamento global do município e que só pode ser considerado exagerado por quem não sabe qual o contributo do desporto para a saúde, para a inclusão social, para a promoção cultural e para a atividade económica.” Sob fortes aplausos, o autarca comparou este investimento de 8% no orçamento com o valor que se pratica a nível nacional, de apenas 1%.

O impacto positivo do desporto no ambiente não foi esquecido e é, segundo o edil, uma preocupação “cada vez mais necessária, designadamente em modalidades que se inserem no domínio das mobilidades suaves e amigas do ambiente, caso de todas aquelas que contribuem para a descarbonização da cidade e mais ajudam a combater a emergência global das alterações climáticas”. Para tal, a Póvoa de Varzim irá reforçar a “sua matriz de Cidade do Desporto” através da construção de “uma rede de ciclovias e de percursos pedestres, que nos permitirá dispensar o automóvel, com ganhos para a saúde e o ambiente”.

“Mais do que lazer, o desporto é hoje uma necessidade”, sublinhou o Presidente da Câmara Municipal, que assumiu o “compromisso de continuar este trabalho, para que, daqui a um ano, seja ainda maior o número daqueles que aqui voltarão a reunir-se”.

Numa emocionada nota final, Aires Pereira reforçou o apelo para a participação na Maratona Solidária de Cycling, de apoio à Margarida, que se realizou no passado sábado: “Estamos aqui a celebrar a vida de todos os que têm oportunidade de fomentar o desporto. Mas há quem tenha sido remetido para uma cadeira de rodas, aos 12 anos, como é o caso da Margarida. Todos os que poderem ajudar a Margarida a ter uma vida mais fácil, não deixem de contribuir para o sucesso desta iniciativa”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *