Cultura, Destaque, Matosinhos

Cultura em festa em Matosinhos

O próximo fim de semana em Matosinhos promete ser inesquecível. Em novembro coincidem os aniversários de dois equipamentos culturais de enorme importância para a região e para o país – o Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery, a Casa da Arquitectura e a inauguração de exposições na Casa da Família Siza e no Museu da Quinta de Santiago, localizados em espaços municipais que a Câmara Municipal reabilitou.

A Casa de Arquitectura – Centro Português Arquitectura está de parabéns. Este fim de semana assinala o seu segundo aniversário com uma programação especial.

Da programação, destaque para a homenagem, no sábado, dia 16, às 16h30, ao arquiteto Eduardo Souto de Moura a quem vai ser atribuído do Título de Sócio Honorário pela Casa da Arquitectura que contará com a presença do arquiteto, seguindo-se uma conversa a três, com a participação de Rafael Moneo também Prémio Pritzker, e Francesco Dal Co, curador da exposição e diretor da revista de arquitectura Casabella.

Ainda no sábado, ao final da tarde, acontecerá um momento igualmente importante com a inauguração da exposição “Siza antes do Siza. Álvaro Siza l’opera prima”, na Casa Roberto Ivens, organizada pela revista Casabella, exclusivamente dedicada ao arquiteto matosinhense e às suas quatro casas na Avenida D. Afonso Henriques.

Destaque para a atuação da Orquestra Jazz de Matosinhos, amanhã, às 21h30. O concerto, pensado para o arquiteto Eduardo Souto de Moura, propõe uma viagem pela música do final dos anos 50, época que introduz instrumentos pouco habituais no contexto do jazz, junta músicos com percursos diferentes e funde géneros na procura de novas sonoridades.

Souto de Moura, prémio Pritzker 2011, é um dos mais prestigiados arquitetos internacionais com um percurso profissional de excelência e obra construída dentro e fora de Portugal. Depositou o acervo de 40 anos de produção arquitetónica na Casa da Arquitectura, a partir do qual foi feita uma leitura que pode ser visitada na exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras”.Ao longo de três dias, haverá eventos dentro e fora de portas para todos os gostos e idades, como concertos, visitas guiadas, dança, oficinas e workshops, animação de DJ’s, atividades para famílias e crianças, exposições, conferências e street food.

Também no sábado, a partir das 16h00, no Museu Quinta de Santiago, será inaugurada a exposição “As Famílias de Augusto Gomes”, pintor matosinhense (1910-1976) ligado ao neorrealismo, que retratou na tela os usos e costumes dos pescadores de Matosinhos. Inspirou-se nos seus apetrechos de pesca, modos de vestir, expressões de sentir e de estar, para criar as suas obras, homenageando as famílias de homens e mulheres do mar. A exposição estará patente até 23 de fevereiro.

Para assinalar o 11º aniversário, o Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery apresenta um espetáculo, em dose dupla, do compositor-intérprete Miguel Araújo.

Miguel Araújo nasceu em 1978 em Águas Santas, na Maia. É autor (música e letra) de êxitos como “Anda Comigo Ver os Aviões”, “Os Maridos das Outras”, “Quem és tu Miúda”, “Nos Desenhos Animados (Nunca Acaba Mal)”, “Pica do Sete”, “Dona Laura, “Balada Astral”, entre outros. Além do seu reportório a solo e da banda “Os Azeitonas”, da qual é fundador e na qual se manteve até final de 2016, Miguel Araújo tem escrito para outros artistas como António Zambujo, Ana Moura, Carminho, Raquel Tavares e Ana Bacalhau.

Os concertos de Miguel Araújo em Matosinhos, nos dias 15 e 16 de novembro, estão esgotados.

Se precisa de Agência de web design pode ver a Livetech

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *