Palmela, Sociedade

Palmela foi o concelho mais medalhado do país no Concurso Internacional das Cidades do Vinho

Os produtores do concelho de Palmela premiados no Concurso Internacional das Cidades do Vinho receberam, no último domingo, os diplomas. Em 2019, Palmela voltou a ser o Município português mais premiado, com as adegas do concelho a arrecadarem 21 medalhas.

A Festa das Vindimas, a decorrer na Vila de Palmela até hoje, dia 3, foi a ocasião ideal para a cerimónia de entrega de diplomas, em que marcaram presença as adegas premiadas, o Presidente do Município, Álvaro Balseiro Amaro, os Vereadores Luís Miguel Calha e Adilo Costa, o Secretário Geral da AMPV – Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, José Arruda, e representantes da Associação das Festas de Palmela – Festa das Vindimas, da AVIPE – Associação de Viticultores da Península de Setúbal, da CVRPS – Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal, da Junta de Freguesia de Palmela, do Município de Torres Vedras, entre outros.

A 18.ª edição do Concurso, anteriormente designado “La Selezione del Sindaco”, decorreu entre 30 de maio e 2 de junho, em Itália. A Casa Ermelinda Freitas conquistou 12 medalhas – uma de Grande Ouro e 11 de Ouro – e coube ao seu Moscatel Roxo Superior 2010 a honra de ser o vinho mais premiado do Concurso, com 94 pontos. Um excelente resultado, também, para a Adega Cooperativa de Palmela, com uma Medalha de Grande Ouro e quatro de Ouro. A Adega Camolas e a Venâncio da Costa Lima conquistaram uma Medalha de Grande Ouro e a Herdade de Pegos Claros e a JB Freitas Vinhos receberam uma Medalha de Ouro.

Organizado pela Associação Italiana Città del Vino, pela Recevin – Rede Europeia das Cidades do Vinho e pela Iter Vitis, este é um concurso especial, já que se trata do único, a nível mundial, em que municípios e produtores concorrem em parceria.

Precisa de calçado ortopédico verifique na Lola

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.