Economia, Mação, Sociedade

Centro de Embalamento e Rotulagem de Azeite inaugurado em Mação

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já há muito germinava a convicção da pertinência e premência da disponibilização de um espaço comum que, sem qualquer intuito lucrativo, permitisse o embalamento do azeite. Trata-se de uma iniciativa que foi corporizada pela AmarMação, com o apoio da Câmara Municipal de Mação, incluindo a própria cedência do espaço e permanente acompanhamento.

Esta nova Unidade, instalada no antigo edifício do CNO/CRVCC,na Travessa Dr. João Calado Rodrigues na Vila de Mação, foi inaugurada pelos Presidentes da Câmara Municipal de Mação e da AmarMação, vasco Estrela e António Louro, contando com a presença da totalidade do executivo Municipal, vários Presidentes de Junta de Freguesia e membros da Assembleia Municipal, incluindo o seu Presidente.

De realçar a presença massiva dos associativos de praticamente a totalidade dos Lagares Concelhios, que puderam acompanhar uma pequena demonstração do funcionamento de algum equipamento. O primeiro azeite ali oficialmente embalado e rotulado proveio das oliveiras existentes nas rotundas de Mação tendo os presentes sido agraciados com uma garrafa de azeite dos Jardins de Mação alusiva a esta comemoração.

Esta Central integra, para além de contentores apropriados destinados ao armazenamento de azeite e alimentação da linha, de um sistema de prévia fina filtragem, equipamento automatizado de enchimento, capsuladora através de cápsula inviolável e linha de rotulagem. Pontifica ainda um equipamento específico para selar pequenas embalagens plásticas por Termo selagem.

Este espaço, que será gerido diretamente pela AmarMação encontra-se à disposição imediata de todos os Lagares e Olivicultores Maçaenses, tendo sido sumariamente apresentado o Regulamento que norteará o seu funcionamento, que será disponibilizado no site da internet da Câmara Municipal de Mação nos próximos dias.

De seguida, foi ministrada uma palestra técnica no Centro de Formação de Mação, por intermédio da APABI, Associação de Produtores de Azeite da Beira Interior. Nesta conferência foram dados a conhecer a legislação e normas que regulamentam a introdução no mercado de azeite embalado. À semelhança de outros produtos alimentares, existem apertadas determinações e obrigações legais que devem ser respeitadas, as quais, para além de preceitos relativos à informação ao consumidor a apensar da rotulagem, incluem a obrigatória prévia análise físico-química e avaliação organoléptica ou sensorial em laboratório acreditado.

Sublinhamos que o azeite embalado destinado à comercialização a retalho e que não contenha azeite refinado terá obrigatoriamente de ser englobável nas categorias “virgem” ou “virgem-extra”, pelo que muito há a fazer pela olivicultura Concelhia na ótica da sua preservação, crescimento e normalização da qualidade do seu produto final.

Mais informamos que foi aprovada pela União Europeia a proteção da azeitona galega de conserva através de uma denominação IGP, Indicação Geográfica Protegida. Relembramos que o olival Maçaense é de variedade galega na sua quase totalidade.

Dada a importância da olivicultura no Concelho de Mação, com o apoio da APABI e da Câmara Municipal, será efetuada, previsionalmente no próximo mês de Junho, uma ação de formação mais extensa dedicada a toda a fileira olivícola, que oportunamente divulgaremos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *