Cultura, Educação, Póvoa de Lanhoso

Concurso Literário Escolar António Lopes na Póvoa de Lanhoso com prémios atribuídos

Cerca de 140 crianças e jovens participaram em mais uma edição do Concurso Literário Escolar António instituído pelo Município da Póvoa de Lanhoso e que abrange as categorias de 1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo e ensino secundário.

“Criar e consolidar hábitos de leitura, fortalecer práticas de escrita criativa e valorizar a expressão literária são os objetivos desta iniciativa, que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove e organiza, numa parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares. Instituído há alguns anos pelo Município, este Concurso Literário Escolar é uma justa homenagem a um artista das letras das Terras de Lanhoso, António Simões Celestino da Silva, poeta, escritor e amante das artes, falecido em 2013”, refere a Vice-Presidente e Vereadora da Educação da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Gabriela Fonseca.

Na categoria Ensino Secundário, “Rebuçados” de Mariana Antunes ficou em primeiro lugar; “Margarida” de Ricardina Ribeiro ficou em segundo lugar; e “A Cabine telefónica” de Carolina Pereira ficou em terceiro lugar.

Na categoria 3º Ciclo, “O sonho de Beatriz” de Ana Esteves ficou em primeiro lugar; “Vida” de Filipa Pereira ficou em segundo lugar; e “Mudança” de Rodrigo Lopes ficou em terceiro lugar. Foram ainda atribuídas duas menções honrosas: uma a “Meus Avós, Manuel e Isaura” de Joana Faria e uma a “Uma Página do meu diário” de Fátima Pereira

Na categoria 2º Ciclo, “Ler ou não ler” de Gonçalo Ribeiro ficou em primeiro lugar; “Golpes Virtuais nas Redes sociais” de Filipa Silva ficou em segundo lugar; e “Desejos de uma bruxa” de Diogo Sousa ficou em terceiro lugar. Receberam menções honrosas os textos “Geração, a quanto obrigas” de Eva Viegas, “A minha vida de cão” de Gonçalo Antunes, “O valor da amizade verdadeira” de Mariana Fernandes e “Laços que não quebram” de Pedro Vieira Lopes.

Na categoria 1º Ciclo, “Uma família muito pobre” de Henrique Pereira ficou em primeiro lugar; “Matilde… o seu nome é Matilde” de Clara Moroso ficou em segundo lugar; e “O livro misterioso” de Adriana Soares ficou em terceiro lugar.

De lembrar, que durante este mês de maio, a Biblioteca Municipal, na Casa da Botica, apresenta aos leitores e às leitoras uma mostra da obra do intelectual Povoense, António Celestino, autor de obras como “Gentes da Terra”, prefaciada por Jorge Amado, “Antigamente era san johan de rei”, “…às vezes fico pensando se isto será poesia”, “Contos (mal) falados”, “Poemas de cera perdida” e “Contos em forma de cereja”. Em 2006, publicou as suas memórias: “uma vida em si menor”. Muito jovem emigrou para o Brasil e por lá se fez homem, constituiu família e, apesar de ter construído uma carreira na área das finanças, a sua vida foi sempre muito voltada para a cultura. Privou com inúmeras figuras das artes e do espetáculo, como Jorge Amado, Fernando Assis Pacheco, Amália Rodrigues, Carybé e Gabriel Garcia Marques, de entre muito outros. A entrega de prémios realizou-se no âmbito da programação da Feira do Livro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *