Cultura, Melgaço

“Contrabando” recordado em Melgaço

Uma peça de teatro sobre Contrabando, uma visita guiada ao Espaço Memória e Fronteira e um espetáculo musical temático marcam a primeira ação do projeto REDITUS – II Jornadas de Património Cultural de Melgaço. A ação, sob a temática Contrabando, decorrerá ao longo do dia 12 de abril, em vários locais da vila, e pretende relembrar a história do concelho, com ênfase na emigração e no Contrabando.

O Grupo Típico de Gaiteiros Rio Mouro, dá o arranque à ação, pelas 10h30, seguindo-se a encenação da peça “Tempos Alegres do Contrabando”, pelas 11h00. Ambos os momentos na Praça da República. À tarde, Melgaço convida para uma visita guiada ao Espaço Memória e Fronteira, com apresentação da professora Lídia Aguiar (Mestre em Turismo e Desenvolvimento de Negócios). Aqui, será possível apreciar a exposição “Achegas para um Novo Arquivo: Memória e Fronteira”, uma mostra do Arquivo Municipal de Melgaço elaborada por Elsa Rodrigues e Fátima Silva sobre aspetos relacionados com a emigração e o contrabando, patente no Espaço até final de abril. Também as ruas da vila serão adornadas com peças alusivas ao tema, uma forma de convidar as pessoas a visitarem o Espaço, que este mês celebra 12 anos.

O programa termina com o espetáculo musical “De Não Saber o Que Me Espera” – Cantar Abril (All Music Fest), pelas 22h00, na Casa da Cultura (integrado no All Music Fest). O concerto incidirá na obra de José Afonso, cantor e compositor português, carinhosamente conhecido pelo público como “Zeca Afonso”. No ano em que se assinalam os 90 anos do seu nascimento, músicos do Alto Minho, apaixonados pela sua obra e pelo canto de intervenção, reúnem-se para interpretar algumas das suas canções. Este encontro musical recordará o “25 de Abril” e transportará o público numa viagem pelos tempos e temáticas do Contrabando, Emigração, Memória e Fronteira, as raízes culturais do concelho de Melgaço.

Programa:

10h30 – Grupo Típico de Gaiteiros Rio Mouro | Praça da República

11h00 – Teatro de rua “Tempos Alegres do Contrabando” | Praça da República

(Encenação: 2º ano do curso Itinerários Turísticos e Promoção do Património do ISCET – Porto)

15h00 – Visita guiada ao Espaço Memória e Fronteira, com apresentação da professora Lídia Aguiar (Mestre em Turismo e Desenvolvimento de Negócios)

22h00 – Espetáculo musical “De Não Saber o Que Me Espera” – Cantar Abril (All Music Fest) | Casa da Cultura

(Interpretado por Dario Rocha, Marlene Rodrigues, Alex Marques, José Paulo Ribeira e Paulo Pinto | Convidado: Bruno Pereira)

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *