Cultura, Póvoa de Varzim

Coro da Sé Catedral do Porto e Orquestra de Guimarães dão Concerto de Páscoa na Póvoa

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

A entrada é livre e o programa apresentado será Requiem, em Rá menor, K. 626 – W. A. MOZART e Aus tiefer Not schrei ich zu dir, BWV 38 – J. S. BACH.

 

O Coro da Sé Catedral do Porto (CSCP) foi fundado, em 1 de março 1971, pelo Cón. Dr. António Ferreira dos Santos, Mestre Capela da Catedral. A longa tradição cultural e musical da Catedral, entretanto perdida entre nós, levou o Mestre Capela a criar um Coro que, no dizer dos então recentes documentos do Concílio, continuasse aquela “tradição que proporcionou à Igreja um verdadeiro tesouro para a celebração do culto divino”. Do Coro da Sé, encabeçado pelo seu fundador e maestro, partiram diversas iniciativas musicais que contribuíram para melhorar o ambiente musical do Porto e do Norte.

O Coro da Catedral do Porto fez digressões na Galiza, Inglaterra e Alemanha, apresentando, exclusivamente, música sacra polifónica e coral-sinfónica portuguesa.

O Coro da Sé é um Coro amador, apoiado financeiramente por instituições públicas e privadas. O seu atual diretor artístico é o maestro Eugénio Amorim. Foi distinguido com a Medalha de Prata da Cidade do Porto e com a Medalha de Mérito Cultural, pelo Governo Português. (https://helderpacheco.wordpress.com)

Orquestra de Guimarães, projeto cultural criado pela Câmara Municipal, apresenta-se como uma medida ambiciosa e singular que pretende, com base na excelência, integrar e potenciar o talento de artistas da região, proporcionando-lhes o contacto com a prática musical orquestral sinfónica. Baseado nos fortes laços criados entre a comunidade e as artes performativas, este projeto visa a criação de uma rede artística de excelência, salvaguardando assim dois fatores fundamentais para o sucesso do projeto: a sustentabilidade e a estabilidade.

Com a direção artística de Vítor Matos, a Orquestra de Guimarães tem como principais objetivos promover a prática orquestral de excelência com objetivos artísticos e programáticos bem delineados, proporcionar o contacto com a prática musical orquestral sinfónica aos jovens com qualidade artística, baseado em fortes princípios afetivos e pedagógicos que permitam o desenvolvimento artístico e interpretativo dos seus intervenientes. Ao mesmo tempo, pretende-se desenvolver a partilha de conhecimentos, amizade e respeito mútuo entre artistas da região.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *