Póvoa de Lanhoso, Turismo

Castelo de Lanhoso registou recorde de visitantes estrangeiros em 2018

Em 2018, o Castelo de Lanhoso, monumento nacional e ex-libris da Póvoa de Lanhoso recebeu perto de 1600 visitantes estrangeiros no interior da torre de menagem, o que estabelece um recorde comparativamente com anos anteriores. Espanha e Brasil lideraram os países de origem destes turistas.

Ao longo do ano, o Castelo de Lanhoso recebeu perto de 13.400 (13.386) visitantes. Já o número de visitantes portugueses esteve muito perto dos 11.800, com pessoas provenientes sobretudo dos distritos do Porto e de Braga, mas tendo-se registado um aumento do número de excursões vindas do Algarve e do Alentejo.

O ano fica também marcado por um aumento, que se deseja que venha a ser consistente, das visitas por parte de crianças e de seniores.

Efetivamente, quando comparado com anos anteriores (2015 a 2017), 2018 foi o ano em que mais crianças estiveram naquele espaço, quer integradas nas suas famílias, quer no âmbito de visitas escolares.

Este aumento decorre, por um lado, do aumento de visitas de famílias numerosas, registado em 2018, mas também do trabalho de articulação que o Município da Póvoa de Lanhoso tem vindo a realizar de forma sistemática com as escolas, de dentro e de fora do concelho, de modo a dar a conhecer, desde os primeiros anos de vida, este importante elemento do património e da história locais.

As pessoas maiores de 65 anos também foram visita habitual no Castelo de Lanhoso, tendo, no ano passado, ultrapassado pela primeira vez a barreira dos 2000 visitantes.

Outros dados curiosos: é ao domingo que a torre de menagem do Castelo de Lanhoso recebe mais visitas; e o dia 20 de maio de 2018 (data da peregrinação arciprestal ao Pilar) foi aquele em que teve mais visitantes (632 pessoas).

Estes dados reportam-se apenas às visitas ao interior da Torre de Menagem do Castelo de Lanhoso, sendo que número seguramente mais elevado é o das pessoas que visitam as muralhas do Castelo, implantadas sobre o maior monólito granítico do país.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *