Economia, Sociedade, Vila do Conde

Mosteiro de Santa Clara em Vila do Conde será transformado em hotel de luxo

Decorreu a cerimónia formal de assinatura do Contrato para a Concessão da Exploração do Mosteiro de Santa Clara, que marca o fim do seu atual estado de degradação da conversão, e dá início à total requalificação do edifício e a sua conversão num edifício totalmente requalificado para acolher uma unidade hoteleira de 5 estrelas.

O ato contou com a presença do Ministro Adjunto e da Economia, Dr. Pedro Siza Vieira, e da Secretária de Estado do Turismo, Dra. Ana Mendes Godinho, tendo o documento sido assinado por Dra. Elisa Ferraz, Presidente da Câmara Municipal, pelo Arqº Miguel Marques dos Santos, Subdiretor-Geral do Tesouro e Finanças, e pelo Sr. Domingos Ferreira Correia, CEO da Slicedays, Hotelaria, Lda. e seu representante legal no ato de assinatura.

Na abertura da cerimónia, a Presidente da Câmara fez uma contextualização histórica do Mosteiro de Santa Clara, desde a sua fundação até aos nossos dias, introduzindo uma componente emocional na forte ligação do edifício à comunidade vilacondense, não deixando de deixar bem expressa a sua satisfação pela conclusão do processo e afirmando a sua esperança em ver devolvida ao Mosteiro uma nova vida. Afirmou que “a minha preocupação, enquanto autarca, é termos este monumento, com 700 anos de história, requalificado e com uma ocupação permanente”, ao mesmo tempo que enalteceu o dinamismo económico que a unidade hoteleira vai trazer à cidade, bem como a criação de empregos, preferencialmente destinados a vilacondenses, e lembrou ainda que o edifício terá, para preservação da memória do Mosteiro, um espaço gerido pela Câmara Municipal. A Dr.ª Elisa Ferraz realçou também o papel preponderante da Secretária de Estado do Turismo, que “acreditou neste projeto e, com a sua determinação e entusiasmo, conseguiu unir as equipas dos diferentes organismos e concretizá-lo no contexto do Programa Revive”.

O Mosteiro de Santa Clara foi concessionado ao grupo hoteleiro Slicedays, por um período de 50 anos, estando previsto um investimento de 8 milhões de euros e a criação de 50 novos postos de trabalho na cidade, com obras a avançar na segunda metade 2019, por um período previsível de 18 meses, num projeto que objetiva uma unidade hoteleira de luxo, com 90 quartos e valência de apoio, como spa, piscinas e salas para eventos. O CEO do grupo empresarial que garantiu a concessão, sr. Domingos Correia, afirmou que “o que nos atraiu foi o edifício em si e as valências que podemos implementar, bem como as boas acessibilidades existentes, para além de que Vila do Conde é uma cidade história, pitoresca, com praias e por ondem passam os Caminhos de Santiago, sendo tudo isto atrativo”.

O Ministro Adjunto e da Economia, Dr. Pedro Siza Vieira, classificou o programa Revive como “algo de muito importante na valorização de elementos do património cultural” e mostrou a sua satisfação “por termos encontrado um empresário que está disponível neste equipamento em Vila do Conde e dar-lhe um nível de qualidade que possa ir ao encontro das expectativas de todos”.

Para além das personalidades citadas, a cerimónia também contou com a presença, entre outros, da Vice-Presidente do Turismo de Portugal, Dra. Teresa Monteiro, e do Delegado Regional de Cultura do Norte (em representação da Secretário da Estado da Cultura), Dr. António Ponte, destacando-se ainda a presença de muitos autarcas, designadamente do Presidente da Assembleia Municipal, de Vereadores e de diversos Presidentes de Junta, o que prova a importância do Mosteiro para toda a comunidade vilacondense.

Foi efetivamente um dia marcante para Vila do Conde, e todos ficam agora a aguardar o desenvolvimento do processo e o início das obras, por forma a que, finalmente, seja devolvida a devida dignidade ao Mosteiro de Santa Clara.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *