Economia, Marinha Grande, Sociedade

Município da Marinha Grande é proprietário da Fábrica Escola Irmãos Stephens

A Câmara Municipal da Marinha Grande adquiriu quinta-feira, 13 de dezembro, o imóvel pertencente à antiga Fábrica Escola Irmãos Stephens (FEIS), pelo valor de 1,2 milhões de euros.

A cerimónia da assinatura da escritura pública ocorreu nas instalações da FEIS, na presença da presidente da Câmara, Cidália Ferreira; do procurador do Banco Comercial Português SA, Mário Matos; e da notária Ana Luísa Guerreiro.

O Município passa a ser o proprietário de vários edifícios situados na Praça Stephens, que constituíram a antiga Fábrica Escola Irmãos Stephens.

A presidente da Câmara salientou que “hoje é um dia histórico para a Marinha Grande. Hoje vemos concretizado um sonho antigo. O legado patrimonial que a família Stephens deixou no coração da Marinha Grande finalmente pertence aos Marinhenses”.

Cidália Ferreira recordou que com aquele ato solene “que marca o forte investimento do Município no edificado patrimonial, entramos com o pé direito nas comemorações dos 250 anos da chegada de Guilherme Stephens à nossa cidade, que decorrerão durante o ano de 2019”.

“O nosso investimento neste património não acaba por aqui, agora é necessário reconstruir e requalificar, dando uma nova vida e utilidade aos edifícios deste antigo e gigante complexo industrial, continuou”.

A presidente da Câmara declarou que “FEIS é o acrónimo de Fábrica Escola Irmãos Stephens e isso poderá dizer-nos algo. Queremos que este espaço seja uma âncora do centro tradicional da cidade, queremos que este espaço mude mas continue a ser aquilo que sempre foi: uma “fábrica” de grandes talentos e um local de produtos de excelência. Todos os outros edifícios do património Stephens que já eram nossos são locais de memória, cultura e formação: a Casa da Cultura, o Museu do Vidro, a Biblioteca Municipal e a Escola Profissional. Acreditamos que este espaço pode dar continuidade a isso mesmo”.

Cidália Ferreira concluiu lembrando que “os Marinhenses sabem o préstimo de valor incalculável que a família Stephens lhes trouxe. Nós sabemos o quanto este património é importante para os Marinhenses e por isso mesmo hoje vamos devolvê-lo à propriedade do povo da Marinha Grande”.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *