Sociedade, Turismo, Vila do Bispo

Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza chega aos quatro cantos do mundo

A 9ª edição decorreu de 4 a 7 de outubro, mais uma vez no sítio privilegiado para
observar a migração das aves – Sagres.

O Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza celebrou a sua 9ª
edição voltando a ser novamente um sucesso. Este ano recebemos cerca de 1160
pessoas que participaram nas atividades. Foram 4 dias repletos de iniciativas
dedicadas à Natureza, realizadas em vários pontos de Sagres, como o Cabo de São
Vicente, o Forte do Beliche, a Fortaleza de Sagres, a Cabranosa e o Monte das
Esparregueiras.

Atingiram-se também novos horizontes, com pessoas de novas nacionalidades a
participar no festival. Para além dos europeus, o festival foi visitado pela primeira
vez por pessoas de São Tomé e Príncipe, Suriname e Índia. Entre os 43 países
representados este ano no festival, destacam-se ainda a Nova Zelândia, Vietname,
Senegal, Colômbia e Canadá.

Das 206 atividades do programa, algumas merecem destaque por terem sido uma
inovação e pela excelente adesão dos participantes. É o caso das viagens de
gravação sonora de aves noturnas migratórias; workshops de desenho; devolução
à natureza de aves noturnas; saídas focadas em libélulas e libelinhas; mini-cursos
de geologia e a exposição sobre o impacto do plástico no ambiente. A organização
do festival implementou ainda uma política de redução de plástico, para que este
evento seja cada vez mais sustentável.

Este ano foram observadas quase 140 espécies, incluindo uma raridade: o papa-
moscas-pequeno (Ficedula parva). As espécies observadas pelos participantes
foram inseridas na plataforma online PortugalAves/eBird para que estes dados
possam ser utilizados para outros fins.

O sucesso de mais uma edição deste festival, deveu-se também em grande parte
aos voluntários e parceiros que colaboraram nesta iniciativa, seja na parte das
atividades ou na atribuição de descontos à organização e/ou participantes.

No rescaldo da edição deste ano começa-se já a pensar na próxima, que irá
contemplar, pelo menos, o primeiro fim

Esta iniciativa da Câmara Municipal de Vila do Bispo, contou com o envolvimento
da Associação Almargem e com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves
(SPEA).

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *