Educação, Marinha Grande

Secretária de Estado da Educação visitou EB Guilherme Stephens na Marinha Grande

A Secretária de Estado da Educação, Alexandra Leitão, visitou na segunda-feira, 8 de outubro, a Escola Básica Guilherme Stephens, na Marinha Grande, para conhecer as obras de requalificação daquele estabelecimento de ensino, recentemente concluídas.

A visita realizada a convite do Agrupamento, foi acompanhada pela delegada regional da Educação do Centro, Cristina Oliveira; pela presidente da Câmara, Cidália Ferreira; pelos vereadores Carlos Caetano e Célia Guerra; pelo diretor do Agrupamento de Escolas Marinha Grande Poente, Cesário Silva; pelos coordenadores Manuela Ambrósio e Delfim Silva e pelo presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação daquele estabelecimento de ensino, Pedro Paz.

A presença de Alexandra Leitão teve como objetivo dar a conhecer as obras recentemente realizadas pelo Município da Marinha Grande em parceria com o Ministério da Educação, na Escola Guilherme Stephens. A Secretária de Estado teve ainda oportunidade de conhecer as instalações da Escola Secundária Acácio Calazans Duarte e alguns dos projetos do Agrupamento.

A obra, que teve início do passado ano letivo, encontra-se concluída, tendo representado um investimento superior a 400 mil euros. A empreitada foi executada no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro 2020 e foi objeto de acordo de colaboração entre o Município e o Ministério da Educação.

No âmbito do acordo com o Ministério da Educação, este transferiu para o Município 26.470,59 euros, correspondente a metade do valor da contrapartida pública nacional da empreitada de requalificação da Escola.

A intervenção contemplou intervenções nesta Escola dos 1º, 2º e 3º ciclos, localizada na Rua Prof. Bento de Jesus Caraça, na Marinha Grande, nos espaços interiores vocacionados ao coletivo escolar e de dois módulos de salas de aula.

Pretendeu-se assegurar a acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada, garantir maior eficiência energética e acústica dos espaços interiores mais relevantes e possibilitar o início de um processo de reconversão global de funções de alguns  espaços para atender às necessidades da comunidade escolar.

No âmbito da requalificação da escola, foi acrescentado o refeitório escolar; transferida a mediateca / biblioteca para o anterior espaço polivalente, que era desprovido de fruição; dotada a circulação interior e exterior entre espaços de utilização coletiva de melhores condições de acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada. Foram asseguradas novas valências do espaço interior existente como bar e papelaria.

Procurou-se garantir um maior conforto térmico, acústico e estético e um sistema mais eficiente de iluminação artificial LED. Pretendeu-se ainda conferir melhores condições de segurança e salubridade às atividades desportivas exercidas em recinto fechado, através da substituição integral de piso em soalho de madeira com várias décadas e da pintura interior global de paredes do pavilhão gimnodesportivo.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *