Economia, Montijo

Situação Económica financeira do município do Montijo é estável

No relatório apresentado destaca-se “a evolução continuada de redução do endividamento
municipal que se situa muito abaixo do limite previsto para a dívida total. No primeiro semestre de
2018, o endividamento municipal foi reduzido em 1,2 milhões de euros o que representa, face às
contas a 31 de dezembro de 2017, uma redução de 13%”

A situação financeira municipal, com elevado padrão de qualidade, representa um esforço
assinalável da gestão referiu o presidente informando que “no final do semestre o prazo médio de
pagamento foi de três dias quando no final de 2013 era de 72 dias”.
Quanto à dívida financeira, indica o relatório, é inferior aos meios financeiros de curto prazo em
cerca de 2,5 milhões de euros e apenas o valor dos depósitos bancários é suficiente para cobrir a
totalidade dos empréstimos bancários, dividas a fornecedores e restantes responsabilidades
financeiras.

O documento menciona que na execução orçamental verifica-se um grau de realização da
despesa, correspondendo um grau de execução orçamental semestral de 39% e a execução da
receita é de 62% que permite destacar o incrementFoi apresentado em reunião de câmara, de dia 12 de setembro, pelo presidente da Câmara  Municipal do Montijo os dados do relatório semestral apresentado pelo Revisor Oficial de Contas
que apresenta a situação económica e financeira da autarquia como estável e muito positiva, com

redução efetiva do endividamento da entidade.o do Imposto Municipal sobre a Transmissão
Onerosa de Imóveis (IMT) “sinal que as transações imobiliárias voltam a estar significativamente
ativas, o que traduz uma nova confiança na economia local” referiu o autarca. O equilíbrio
orçamental é ao semestre muito positivo, cerca de 3,4 milhões de euros.

Em suma, referiu o presidente “a atividade municipal está devidamente financiada e existe
margem para uma continua aposta no investimento municipal, sobretudo na execução do programa
de investimentos definido no Portugal 2020, numa aposta em investimento estruturante que
contribua para a melhoria da qualidade de vida dos montijenses”

Recorde-se que o relatório é um documento elaborado com base em informação isenta, preparada
por uma entidade externa aos serviços independente dos órgãos municipais, que permite
monitorizar e acompanhar a evolução da gestão financeira municipal.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *