Economia, Póvoa de Varzim, Sociedade

Póvoa de Varzim e Santiago de Compostela mais próximos

A Póvoa de Varzim sai de Santiago de Compostela com perspetivas de futuros contactos e parcerias, nomeadamente com a apresentação do programa das Correntes d’ Escritas naquela cidade da Galiza.

O objetivo é não apenas conquistar o público galego mas também levar o Correntes d’ Escritas mais longe com possibilidade de realização de mais uma extensão do Encontro.

A Póvoa de Varzim foi a cidade convidada deste ano da Semana do Livro de Santiago de Compostela – SELIC, na qual se fez representar com algumas das edições municipais e com algumas das publicações do Encontro de Escritores de Expressão Ibérica.

Durante os dez dias da Feira, a Póvoa de Varzim empenhou-se numa programação que interessou e muito ao público presente, que não se fez de rogado, nos dias das propostas da Póvoa, apesar da chuva e do tempo invernoso.

Muitos foram os convidados da Póvoa a passar pela SELIC. Desde logo, o professor universitário Carlos Quiroga que, à conversa com Manuela Ribeiro, no dia 4 de junho, apresentou as Correntes d’ Escritas fazendo uma espécie de roteiro desde a primeira edição, destacando o aumento significativo de público e da divulgação e eco do encontro na comunicação social. Realçou ainda o envolvimento da comunidade no evento e sobretudo, a conjugação “perfeita” entre profissionalismo e cumplicidade da organização com os seus convidados, demonstrada, anualmente.

No dia 5, o poeta Aurelino Costa e o músico Carlos Costa encheram de emoção e entusiasmo os presentes na Feira, com a sua exibição de música e poesia de poetas e músicos portugueses. Desde os “Verdes Anos” de Carlos Paredes, até à “Ladainha das Lanchas” de António Nobre, passando por alguns poemas de Aurelino, passou a mensagem de um país de poetas, de melancolia, mas também o país de marinheiros, de pescadores.

Já no dia 7, sentaram-se à mesa Carlos Quiroga, Suso de Toro, Teresa Moure, Manuela Ribeiro e Benavides Costa para falar sobre o tema “Separa-nos tanto o que nos une”. Todas as intervenções acabaram por incidir na questão da Língua. É o Português, afinal Galego? Ou será o Galego uma outra forma de falar Português? Que galego se fala na Galiza? Percebe-se que, na Galiza, esta é uma questão muito sensível com um movimento crescente a favor do ensino do Português como uma das formas de preservar o Galego.

No dia 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Isaque Ferreira, João Rios e Renato Filipe Cardoso conquistaram a maior ovação da Feira com as suas leituras escolhidas e coordenadas de poesia portuguesa. Dos surrealistas aos modernistas, passando pela atualidade, os “diseurs” fizeram uma viagem pela poesia portuguesa do Século XX sem esquecer poetas clássicos maiores da poesia portuguesa dos quais se destacam Luís de Camões e Cesário Verde.

O dia da Póvoa de Varzim na SELIC realizou-se no domingo, dia 3 de junho, com uma delegação da Póvoa de Varzim, liderada pelo Sr. Vice-Presidente, Dr. Luís Diamantino. A Rusga da Póvoa de Varzim fez uma apresentação na Feira continuando depois a sua atuação, enchendo de colorido e música as ruas pejadas de turistas. Ninguém ficou indiferente às danças típicas do S. Pedro e à tão saborosa e ímpar rabanada poveira.

Os autarcas presentes das duas cidades, Luís Diamantino, Vice-Presidente e Vereador da Cultura, e María Rosas, presidente em funções da Câmara de Santiago, registaram a importância de estreitar relações e de estabelecer parcerias entre as duas cidades, sobretudo na área cultural. A Câmara Municipal de Santiago de Compostela foi convidada, e recebeu o convite com muito agrado, para a 20ª edição do Correntes d’Escritas que se realizará entre 19 e 23 de fevereiro de 2019.

No final da SELIC, o Município da Póvoa de Varzim ofereceu, como forma de divulgar a sua atividade editorial e o concelho ou não fosse o livro o mais excelente dos embaixadores culturais, às Bibliotecas de Santiago e à Universidade de Santiago, um exemplar de cada um dos livros em exposição e venda na Feira.

Veja a fotogaleria.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *