Destaque, Educação, S. João da Madeira

Três escolas de S. João da Madeira distinguidas no concurso “Conta-nos uma história”

Na 9.ª edição do concurso “Conta-nos uma história – Podcast na Educação”, três estabelecimentos de educação de S. João da Madeira foram classificados nos primeiros lugares das respetivas categorias.

Na categoria Vídeo da Educação Pré-Escolar, o 1.º lugar deste concurso nacional foi atribuído ao Jardim de Infância do Parque com a história “O Cuquedo e um amor que mete medo”, dinamizada pelos alunos e pela educadora Margarida Rocha. O 2.º lugar foi atribuído ao Jardim de Infância Fundo de Vila, com a história “Mamã” dinamizada pelos alunos e pela educadora Aurora Tavares.

Na categoria Áudio do 1.º e 2.º ano de escolaridade, o 2.º lugar foi atribuído à Escola Básica do Espadanal com a história “Quem será o meu jantar?”, dinamizada pelos alunos e pela professora Idília Mota.

Segundo informação da organização, nesta 9.ª edição foram submetidas 352 histórias, nas modalidades áudio e vídeo, avaliadas por um júri presidido pela Professora Doutora Ana Amélia Carvalho da Universidade de Coimbra, e constituído por elementos da Direção-Geral da Educação (DGE), do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), do Plano Nacional de Leitura (PNL), da Associação Portuguesa de Professores de Inglês (APPI), da Microsoft e da Rádio ZigZag.

Esta iniciativa pretende fomentar a criação de projetos desenvolvidos pelas escolas de educação pré-escolar e 1.º ciclo do Ensino Básico que incentivem a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), nomeadamente tecnologias de gravação digital de áudio e vídeo.

Utiliza-se, assim, o ato de contar histórias como uma forma de aprendizagem, seja na aquisição de conhecimentos, competências e valores, ou nas atividades de caráter mais lúdico. As histórias admitidas a concurso são originais ou são novas versões que têm como base fábulas, parábolas, contos, mitos ou lendas e outros textos já existentes, podendo ser humorísticas, educativas, tradicionais, entre outras. Cada história deve ter um narrador e diferentes personagens, sendo obrigatória a existência de diálogos.

A Câmara Municipal de S. João da Madeira felicita todos os alunos, docentes, não docentes e demais membros da comunidade que se envolveram nesta iniciativa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *