Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Póvoa de Lanhoso reforça aposta na formação parental

Cerca de 15 pais e mães de crianças e jovens da Póvoa de Lanhoso concluíram a formação parental que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promoveu em colaboração com o Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, a Vereadora da Educação, Gabriela Fonseca, e a Diretora do Agrupamento, Luísa Rodrigues, procederam à entrega dos respetivos certificados e prémio de assiduidade.

“Mantemos esta aposta, pois queremos ser cada vez mais aliados das famílias Povoenses na educação dos nossos jovens e consideramos que esta é também uma forma de responder a uma necessidade sentida pelos progenitores, na difícil tarefa de educar os nossos cidadãos”, refere Avelino Silva. Através desta formação pretende-se promover ações de capacitação a dois níveis: ações de capacitação para formadores em Educação Parental (professores e técnicos) e ações de capacitação para pais e mães.“Já o dissemos, queremos criar, ainda neste mandato, o Gabinete para a Parentalidade”, refere o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

De lembrar que, no âmbito do Projeto Concelhio de Formação Parental, foi promovida mais esta edição do programa de Formação Grupal “Mais Família, Mais Criança”, da autoria da Professora Filomena Gaspar da Faculdade de Ciências da Educação e Psicologia da Universidade de Coimbra, destinada a pais e mães de crianças dos três aos dez anos de idade.

Esta formação decorreu na escola sede do Agrupamento, com periodicidade semanal, em horário pós-laboral, no período compreendido entre 5 de fevereiro e 7 de maio do corrente ano, contando com a participação de um grupo de 15 pais/mães de crianças que frequentam o ensino pré-escolar e o 1º ciclo de ensino no Agrupamento Gonçalo Sampaio.

A formação foi dinamizada por quatro docentes do mesmo agrupamento, que foram anteriormente capacitados no âmbito do referido programa.

Esta formação pretende capacitar pais e mães no desempenho de uma parentalidade positiva e promover uma melhoria da relação entre pais/mães e filhos/as.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *