Mação, Sociedade

Menção Honrosa à tese sobre Mação

tese sobre Mação

A Associação dos Arqueólogos Portugueses decidiu atribuir uma Menção Honrosa à tese de doutoramento de Sara Garcês no âmbito do Prémio Eduardo da Cunha Serrão 2018.

A tese de doutoramento, intitulada: “Cervídeos: Símbolos e Sociedade nos primórdios da agricultura no vale do Tejo” foi desenvolvida em Mação, no Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo e no Instituto Terra e Memória. Este projeto, desenvolveu trabalhos sobre o Complexo Rupestre do Vale do Ocreza e Vale do Tejo e contou com o apoio institucional e financeiro de várias entidades como a Câmara Municipal de Mação, Instituto Terra e Memória, Centro de Geociências da Universidade de Coimbra, Associação de Arqueologia do Algarve, Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT-Portugal) e Instituto Politécnico de Tomar.

 A Menção Honrosa será entregue durante a cerimónia do Prémio Eduardo da Cunha Serrão, no sábado dia 28 de abril pelas 17h00 no Museu do Carmo, em Lisboa.

O trabalho está disponível para consulta na Biblioteca do Museu de Arte Pré-Histórica e do Sagrado do Vale do Tejo, em Mação, e brevemente estará disponível para consulta digital.

O Município de Mação reconhece o trabalho desenvolvido e a merecida distinção atribuída a Sara Garcês, bem como todos os trabalhos desenvolvidos pelos técnicos, alunos e bolseiros do Museu e do ITM sobre o nosso património.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *