Póvoa de Varzim, Sociedade

Póvoa de Varzim: “uma terra que se recomenda cada vez mais”

Para Marques Mendes a Póvoa de Varzim "é uma terra que se recomenda"

Na passada sexta-feira, 16 de março, Luís Marques Mendes esteve na Póvoa de Varzim, a convite do Rotary Club da Póvoa de Varzim onde falou sobre a crescente qualidade de vida no concelho: “É uma terra que se recomenda”.

“Desafios do futuro” foi o tema da conferência proferida pelo político português, no Axis Vermar, que abordou muitas outras questões colocadas pelo público.

Estiveram na mesa o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, o Presidente do Rotary Club da Póvoa de Varzim, José Festas, o Presidente da Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim, Afonso Pinhão Ferreira, e a Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila do Conde, Lurdes Alves.

E a propósito dos “Desafios do futuro”, Luís Marques Mendes referiu que eram “fáceis de elencar e difíceis de executar: o desfio do crescimento, Portugal está a crescer mas precisa de crescer mais e de uma forma duradoura.No desafio das qualificações, temos evoluído bastante mas há ainda muito a fazer; o desafio da sustentabilidade das finanças públicas, sobretudo, criar condições para reduzir uma dívida altíssima que temos. E ainda no desafio da coesão social e territorial porque há muito a fazer para aproximar as várias partes do país. Por último um desafio de caráter mais político e institucional, temos de dar maior credibilidade às nossas instituições e tornar a nossa justiça mais rápida e eficaz”.

O convidado transmitiu que “são desafios que, em si, não têm nenhuma novidade mas a novidade é encontrar soluções para os concretizar. Isso é mais difícil”.

Sobre a descentralização, Marque Mendes transmitiu que “está um bocado emperrada. Devia estar desanuviada. Já devia estar mais concretizada, a um ritmo mais acelerado e há mais tempo. Agora, PS e PSD estão a dialogar sobre esta matéria. Abre-se uma nova luz ao fundo do túnel e talvez agora as coisas possam avançar”. Neste sentido, acrescentou que “as autarquias têm um papel historicamente muito importante no desenvolvimento do país e há muitas matérias que quando estiverem na responsabilidade do poder local, o país só ganha com isso”.

Uma terra que se recomenda

Quanto à autarquia poveira, o político revelou que “é magnífica. A Póvoa, nos últimos anos, teve uma viragem brutal no melhor sentido possível e com crescente qualidade de vida”, acrescentando que tem familiares na nossa cidade e vem cá com frequência: “adoro a Póvoa no Inverno”.

Marques Mendes reiterou que “a Póvoa de Varzim tem, atualmente, muito melhores condições de vida, grande qualidade de vida. É uma terra muito atrativa, ou seja, uma terra em que dá gosto viver. Uma terra que se recomenda cada vez mais. Grande trabalho autárquico”, constatou.

O convidado reconheceu ainda que o mar é também um dos desafios do futuro sendo Portugal um país com uma costa extraordinária. E a este propósito, revelou que conhece José Festas há mais de uma década, “quando decidiu criar uma associação que tem feito um trabalho relevante, designadamente, na segurança da pesca e das embarcações e também isso foi uma das razões que me levou a aceitar o convite dele. Conheci-o, precisamente, quando o recebi e era líder do PSD na altura, e foi pioneiro ao lançar a Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar. Desde então, fiquei com uma grande admiração pelo seu trabalho. Em suma, temos um grande trabalho do Presidente da Câmara e do Presidente do Rotary, na Póvoa de Varzim”.

Veja a fotogaleria.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *