Desporto, Portimão

13º Campeonato de Freefly nos céus de Portimão

O Aeródromo Municipal de Portimão vai ser palco no próximo fim-de-semana, 10 e 11 de fevereiro, do 13º Campeonato de Freefly, um evento oficial da Federação Portuguesa de Paraquedismo, aquele que é considerado a modalidade mais radical – freefly.

O evento é organizado pela Federação Portuguesa de Paraquedismo através da Skydive Algarve, reúne cerca de 20 paraquedistas portugueses aficionados por esta modalidade e promete muita adrenalina nos céus de Portimão. De referir que, este ano, a SKYDIVE ALGARVE irá receber dois eventos da Federação Portuguesa de Paraquedismo nos dias 10 e 11 de fevereiro e nos dias 7 e 8 de abril.

O Freefly é uma das modalidades mais extrovertidas e radicais do paraquedismo atual. Para os paraquedistas mais experientes, a possibilidade de voar livremente e realizar todo o tipo de acrobacias em queda livre e em diferentes posições representa uma aventura muito intensa e arrebatadora. Esta modalidade é praticada em queda livre e na maioria das vezes, os paraquedistas atingem velocidades superiores a 300 km/h. Ao longo dessa descida alucinante, o corpo do praticante voa a três dimensões, ao contrário das modalidades tradicionais de queda livre, em que se formam figuras apenas num plano horizontal. No freefly, o paraquedista tem a liberdade de utilizar diferentes maneiras de voar, como o head down (cabeça para baixo), sitfly (sentado), standup (de pé), backtrak (de dorso), bellyfly (de barriga para baixo) e qualquer outro tipo de voo. As diferentes formas de voar possibilitam aos paraquedistas a realização de todo o tipo de manobras acrobáticas e figuras geométricas chegando ao ponto de fazer determinadas coreografias.

Nas competições de paraquedismo, o freefly é uma das provas que reúne mais curiosidade e expectativa por parte de todos os adeptos, dadas as manobras espetaculares que os seus competidores realizam.

Este evento vai contar com dois aviões Dornier G92 Twin Torbine, aeronaves de duas turbinas com capacidade para transportar simultaneamente 15 paraquedistas, que realizaram os saltos a partir dos 14 mil pés de altitude, em cerca de 13 minutos. Estas aeronaves são usadas no Reino Unido para a maior competição de paraquedismo do mundo, o British Skydiving Championships. Os saltos começam às 09h00 horas nos dois dias e prologam-se até às 17h30.
O aeródromo é uma referência incontornável para a comunidade aeronáutica internacional, tem uma média anual superior aos dez mil voos, sobretudo ao nível da publicidade e fotografia aérea, lançamento de paraquedistas, voos de instrução e de transporte aéreo não-regular, bem como voos privados de recreio.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *