Destaque, Sociedade

Sobreiro Assobiador, em Palmela, finalista no concurso europeu Tree of the Year

Sobreiro Assobiador

O Sobreiro Assobiador de Águas de Moura (freguesia de Marateca, concelho de Palmela) é uma das treze árvores finalistas no concurso europeu Tree of the Year 2018 (Árvore do Ano). É a primeira vez que Portugal participa neste concurso, que conta, este ano, com 16 países, e seleciona, anualmente, as árvores com as histórias mais interessantes e maior impacte nas comunidades em que se inserem, contribuindo para a sua valorização e para sensibilizar sobre a importância da defesa da floresta.

Promovida pela ELO – European Landowners Organization, em parceria com a Environmental Partnership Association e a Tetra Pak, esta iniciativa é dinamizada, a nível nacional, pela UNAC – União da Floresta Mediterrânica, que selecionou o Sobreiro de Águas de Moura e desafiou o Município de Palmela a associar-se ao concurso.

A votação está a decorrer em https://www.treeoftheyear.org/ETY-2/Uvod.aspx até 28 de fevereiro e a entrega de prémios decorrerá numa cerimónia pública, a realizar a 21 de março, em Bruxelas.

Um marco na comunidade

Com a idade estimada de 234 anos e mais de 16 metros de altura, este Sobreiro Assobiador (ou “casamenteiro”, como é, também, chamado na aldeia), ficou conhecido como o mais produtivo do mundo. Descortiçado mais de 20 vezes desde 1820, a extração de cortiça realizada em 1991 obteve 1.200 kg, produzindo cortiça suficiente para o fabrico de mais de cem mil rolhas.

No início de 2017, o Município de Palmela concluiu uma obra de requalificação do espaço envolvente, que veio proteger, valorizar e dar visibilidade a este importante espécime, criando, em simultâneo, melhores condições para a sua contemplação e fruição. Foi criada uma plataforma em madeira para acesso e usufruto sem dano, e instaladas placas interpretativas e sinalética. Junto do espaço de jogo e recreio contíguo, foi, também, criada uma zona de ginásio de ar livre, numa lógica de associação de valências que se complementam, para garantir uma oferta de qualidade a quem vive na aldeia de Águas de Moura e atrair visitantes à localidade.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *