Sintra, Turismo

Celebre a Páscoa nos parques e monumentos de Sintra

Mais recheada do que um ovo de Páscoa. Assim é a agenda de março dos parques e monumentos de Sintra. Ao longo do mês, não faltarão atividades para assinalar a quadra, nem iniciativas para desfrutar deste património único de forma diferente e divertida.

No fim de semana de Páscoa, são duas as opções para quem quer celebrar esta festividade ao ar livre. No sábado, 31 de março, às 10h00, 12h00 e 15h00, haverá sessões especiais da atividade “Aqui há Burro!”, na Tapada de D. Fernando II, junto ao Convento dos Capuchos. Os participantes vão conhecer a história dos burros, passear com os animais, e envolver-se numa animada caça aos ovos, entre outras surpresas.

No mesmo dia, às 14h30, na Quintinha de Monserrate, a atividade “É Uma Quintinha Saloia Com Certeza!” terá também uma edição especial de Páscoa. Desta vez será possível aprender a fazer os típicos folares da época, na companhia de monitores vestidos como verdadeiros saloios do século XIX. Haverá ainda uma caça aos ovos, que estarão muito bem escondidos nos recantos da Quintinha.

Antes da Páscoa, assinala-se a 21 de março o Dia Internacional das Florestas. Para comemorar a data, realiza-se no sábado, 24 de março, mais uma sessão de anilhagem na Quintinha de Monserrate. No decorrer da atividade, os participantes vão aprender a distinguir as várias espécies de aves e as suas principais características, observando de perto os exemplares capturados. Todo o processo será acompanhado com explicações detalhadas sobre cada passo, sendo sublinhada a importância do processo de anilhagem para a conservação da avifauna.

Já no domingo, 25 de março, no âmbito do bicentenário de Sir Francis Cook (1817-1901, haverá uma visita guiada à exposição “Monserrate Revisitado – A Coleção Cook em Portugal” que dará a conhecer o espírito colecionista e eclético do edificador do atual Parque e Palácio de Monserrate. Esta mostra inédita, patente até 31 de maio, junta algumas peças que integravam o espólio original do monumento, que se dispersou por ocasião dos leilões que antecederam a venda da propriedade em 1947.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *