Celorico de Basto, Economia

Celorico de Basto mantém reduções nos encargos com a habitação

O Executivo Municipal estabeleceu os valores do IMI para 2018 tendo priorizado a redução do IMI familiar, continuando com as reduções de acordo com o número de dependes tal como aconteceu em 2017.

“Os nossos objetivos são claros e visam reduzir os encargos dos agregados familiares com a habitação, uma despesa sempre considerável e que faz a diferença nos seus orçamentos” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. “Sabemos também que se trata de um apoio que reduz consideravelmente a receita da autarquia e que nos confere uma gestão mais apertada e meticulosa no que respeita à despesa por forma a não haver derrapagem orçamental. Contudo, sabemos que este apoio é fundamental para muitas famílias do concelho e por isso, vamos mantê-lo”.

Genericamente, as taxas do IMI para prédios urbanos foram fixadas em 0,32% e para prédios rústicos em 0,8%. No que respeita ao IMI Familiar a redução do IMI apresenta uma taxa fixa e irá apoiar cerca de 1400 famílias. De facto, o valor a cobrar pela Autoridade Tributária e Aduaneira, durante 2018, referente ao imóvel destinado à habitação própria e permanente do sujeito passivo, atendendo ao número de dependentes que compõem o agregado familiar indica que 1 dependente a cargo implica a dedução fixa de 20€, 2 dependentes a cargo implica a dedução fixa de 40€ e 3 ou mais dependentes implica a dedução de 70€.

O Executivo Municipal fixou em reunião de Câmara os valores do IMI para 2018, valores aprovados em reunião de Assembleia Municipal datada de 22 de dezembro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *