Melgaço, Turismo

Queima do Ano Velho anima Castro Laboreiro, Melgaço

A ‘Queima do Ano Velho’ volta a animar Castro Laboreiro: dia 30, a partir das 23h00, junto ao Posto de Turismo de Castro, a população castreja junta-se num encontro de culturas e de gerações. Um pequeno cortejo do Ano Velho com os RAMPEIROS (música ao vivo com Gaitas de Foles) e o Grupo de Teatro de Rua OS KOPINXAS percorrem as ruas de Castro Laboreiro rumo ao Centro Cívico, onde será queimado o Ano Velho em jeito de despedida.

A tradicional queimada galega e os sons celtas, muito assentes nas tradicionais gaitas de foles, serão trazidos para este evento relembrando, assim, tempos idos: ‘na esperança de um ano melhor queima-se a figura do pai velho e deixam-se votos de um excelente 2018’, diz Sónia Nogueira, responsável pelo evento. Um dos objetivos é ‘dar a conhecer os locais que compõem o Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG), incentivando à cooperação entre diferentes stakeholders num esforço conjunto de promoção do turismo da região, ao mesmo tempo que são divulgadas as tradições e culturas da região.’, explica Sónia Nogueira, sublinhando que ‘recuperar tradições e rituais de tempos remotos, incentivando à participação quer de turistas quer de gentes da terra, revela-se cada vez mais importante no sentido de não deixarmos perder hábitos e costumes que são, afinal, os pilares da nossa cultura popular. O potencial turístico associado a este tipo de iniciativas é enorme, tal tem vindo a ser visível pela evolução que o turismo tem vindo a ter no nosso país. Castro Laboreiro emerge como uma região com elevado potencial e o turista que vai a Castro Laboreiro sai sempre com o desejo de regressar dentro do peito.’

A organização é da JUST NATUR, uma empresa de animação turística dedicada a tours, eventos e experiências na natureza especializada no PNPG, e tem o apoio da Câmara Municipal de Melgaço e da União de Freguesias de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro.

Castro Laboreiro é uma das localidades mais emblemáticas do Parque Nacional Peneda-Gerês. A freguesia está localizada no planalto com o mesmo nome, em plena serra da Peneda, numa extensa área dentro do Parque Nacional da Peneda-Gerês, distando vinte e cinco quilómetros da sede do concelho.

A aldeia possui ainda um milenar e riquíssimo legado histórico, arqueológico e arquitetónico, designadamente os monumentos megalíticos, o Castelo de Castro Laboreiro (classificado como monumento nacional), as pontes e igrejas medievais, os fornos comunitários, os moinhos, a atividade agro-pastoril e as singulares brandas, inverneiras e lugares fixos, testemunhos, também aqui, da prática da transumância.

Recorde-se que Castro Laboreiro foi finalista do concurso 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias, que decorreu este ano.

Fotografias disponíveis aqui!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *