Póvoa de Lanhoso, Sociedade

VII Semana para a Igualdade da Póvoa de Lanhoso com balanço muito positivo

A VII Semana Municipal para a Igualdade terminou com a realização do II Café Concerto Inclusivo. O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, esteve presente e, à margem deste evento, fez um balanço muito positivo da VII Semana Municipal para a Igualdade, iniciativa que teve, como destinatários/as diretos/as, cerca de 700 pessoas. “O papel da autarquia é também o de contribuir para a igualdade de género e para a inclusão social. Quisemos, ao longo esta Semana, colocar estes temas na agenda do concelho, envolvendo a comunidade num objetivo comum, sermos cada vez mais um concelho com responsabilidade social”, referiu o autarca.

A Semana realizou-se sob o lema “Educar para a Igualdade” e começou, a 19 de novembro, Dia Internacional do homem, com uma caminhada em que participaram 65 pessoas, permitindo angariar igual quantidade de brinquedos para crianças menos favorecidas do concelho.

A 20 de novembro, Dia dos Direitos Internacionais das Crianças, reiniciou-se o projeto pioneiro “Igualdade, Cidadania e Direitos Humanos” com 24 crianças da sala dos quatro anos do Jardim de Infância de S. Gonçalo da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso.

 Nos dias 20 e 21, a proposta foi a realização de Workshops de Braille, dinamizados por Ana Patrícia Santos e Manuela Branco, técnicas do Instituto Nacional de Reabilitação. Participaram mais de 90 estudantes da EPAVE, da Escola Prof. Gonçalo Sampaio e utentes da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga (AADVDB).

 A formação “Conhecer e implementar a Carta Portuguesa para a Diversidade” realizou-se a 22 de novembro, sendo dinamizada por Carla Calado, técnica da Fundação Aga Khan Portugal e elemento da Comissão Executiva da Carta para a Diversidade – Lisboa. Esta formação teve como participantes funcionários/as de autarquias, elementos da EPAVE, de IPSS’s do concelho e de outras entidades signatárias do núcleo do norte da Carta Portuguesa para a Diversidade.

 De referir que a AADVDB e a Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso se tornaram signatárias da Carta Portuguesa para a Diversidade, tornando-se aquela a primeira Santa Casa do país a fazê-lo. A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso é a embaixadora da Carta na zona norte e promoveu a abertura do Núcleo Norte da Carta, sendo entidade que integra, juntamente com a LIPOR e a Esposende Ambiente, a Coordenação do Núcleo Norte.

 No Dia pelo Fim da Impunidade, 23 de novembro, cerca de 200 estudantes da EPAVE e da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso assistiram ao impressionante testemunho de vida de uma jovem de 23 anos, vítima de violência no namoro. Depois, participaram numa Marcha contra a Violência Sobre as Mulheres e para a Igualdade.

 A 24 de novembro, Dia Nacional da Cultura Científica e antecipando o Dia Mundial para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25 de novembro), realizou-se a II edição do Café Concerto Inclusivo. Contou com a participação de cinco entidades locais e teve os apoios da Real Confraria de Nossa Senhora de Porto D’Ave e do Narcisu’s Eventos. Contou ainda com a atuação da jovem Povoense Joana Magalhães.

 De lembrar que, ainda no âmbito desta Semana, decorre até 7 de dezembro uma exposição de pintura intitulada “Igualdade na Diferença”, da responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Deficientes Manuais, na Galeria do Theatro Club.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *