Desporto, Marinha Grande, Sociedade

Corta-Mato Escolar na Marinha Grande homenageia Pinhal do Rei

O Agrupamento de Escolas Marinha Grande Poente realiza o Corta-Mato Escolar dedicado ao Pinhal do Rei, no dia 29 de novembro (quarta-feira), entre as 09h30 e as 12h00, no Parque Mártires do Colonialismo, na Marinha Grande, que irá envolver a participação de mais de mil alunos e será apadrinhado pelo atleta internacional Luís Novo.

Pretende-se associar a esta prova desportiva a plantação de três pinheiros bravos no Parque Mártires do Colonialismo, com os nomes de Dinis, Guilherme e Gabriel, e a realização de um cordão humano de homenagem ao Pinhal do Rei, abertas à participação da comunidade. Está também marcado o “Percurso Avós e Netos”, com a extensão de 1 km, pelo Parque Mártires do Colonialismo, a ter início às 09h30.

A iniciativa organizada pelo Agrupamento de Escolas Poente tem o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande, Ministério da Educação, Ministério da Agricultura, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Gabinete do Desporto Escolar e Bombeiros Voluntários da Marinha Grande.

A Marinha Grande tem tido nos últimos anos uma expressão bastante significativa na prática desportiva escolar, assim como na componente federativa. Atento a esta realidade, o Agrupamento de Escolas Marinha Grande Poente tem enfatizado a sua atuação através do Projeto do Desporto Escolar, contribuindo para o combate ao insucesso, abandono escolar e promoção de estilos de vida saudáveis, assegurando uma formação equilibrada e sustentada de todos os alunos.

O Agrupamento é considerado um Território Educativo de Intervenção Prioritária, e integra, conjuntamente com mais cinco escolas, a nível nacional, o Projeto Piloto de Inovação Pedagógica (PIP) 2017/18, com a convicção que tem “a capacidade para potenciar os recursos, alicerçar as parcerias indo ao encontro dos nossos alunos e de toda a comunidade educativa”.

De acordo com perspetiva daquele Agrupamento é necessário “contextualizar a intervenção pedagógica fundamentada na realidade local, perspetivando alunos/cidadãos com conhecimento, com responsabilidade, compreensivos, criativos e com sentido crítico”, pretendendo-se “formar alunos autónomos e responsáveis, cidadãos colaborativos, interventivos, inovadores e empreendedores, com um papel preponderante no presente e no futuro”.

Face ao incêndio ocorrido no concelho nos dias 15 e 16 de outubro, “a escola deverá ter um papel ativo, de compromisso, com uma missão e visão bastante focalizada na problemática que foram os incêndios. Para além de todas as ações concertadas já em curso, “necessitamos de nos juntar em torno deste sentimento de proximidade que temos com o Pinhal do Rei”.

O patrono de uma das escolas do Agrupamento é Guilherme Stephens, “ilustre industrial que viu nesta terra e na sua mata envolvente, locais de excelência para o início do desenvolvimento industrial”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *