Destaque, Palmela, Sociedade, Turismo

IV Feira Medieval recria as Conquistas de Palmela

image005

A Feira Medieval de Palmela, uma das maiores do país, está de volta, entre os dias 22 e 24 de setembro e, desta vez, convida a uma viagem até ao período da formação da nacionalidade e às várias (re)conquistas de Palmela e do seu Castelo, com a evocação de quatro datas, durante o século XII, o período de formação da urbe cristã e a preparação da conquista de Alcácer do Sal, em 1217. Desfiles diurnos e noturnos, torneios, música, gastronomia, danças, jograis, artes de rua, falcoaria, acampamentos temáticos, artesanato e mercado medieval são alguns dos principais atrativos desta grande festa no Centro Histórico de Palmela.

Esta iniciativa, que já conquistou a comunidade e diversas estruturas locais, que participam voluntariamente no evento, para acolher as/os visitantes, proporciona, também, programas especiais, nomeadamente, para o público infantil e famílias  – O Anfiteatro Bosque, no Parque Venâncio Ribeiro da Costa.

As entradas têm o valor de 2,50 euros para um dia e de 5 euros para os três dias. A entrada é gratuita para visitantes com idade igual ou inferior a 12 anos.

Mais informações em www.cm-palmela.pt.

 

 

«Em pleno século XII, Palmela – a Balmala muçulmana – é disputada entre cristãos e muçulmanos. Palmela é quatro vezes conquistada pelos cristãos, a primeira das quais em 1147, por D. Afonso Henriques, logo após a conquista de Lisboa. Dez muçulmanos fogem de Lisboa, numa canoa, transportando mensagens de pedido de auxílio dirigidas ao emir de Évora, que tentam fazer chegar a Palmela; a canoa é perseguida pelos cristãos e, os muçulmanos apavorados, abandonam-na, deixando nela as mensagens. A guarnição muçulmana do castelo de Palmela, reconhecendo a vitória portuguesa em Lisboa, foge, tal como as gentes que habitavam a medina. Por algum tempo (indefinido), o castelo passa para as mãos dos portugueses liderados por Afonso Henriques. Pouco depois, é reconquistada pelos muçulmanos.

Em 1165, os portugueses conquistam de novo Palmela, e outros castelos da região. Entre essa conquista e 1191, forma-se e cresce o povoado cristão de Palmela; fixam-se também judeus e, no arrabalde, concentram-se mouros forros, protegidos pelo rei através da concessão de foral, em 1170. No castelo está instalado o Alcaide, existe a igreja de Santa Maria. Criado o concelho por Foral de 1185, o castelo é doado aos freires da Ordem de Santiago em 1186.

1191 é data de conquista do castelo pelos almóadas, muçulmanos provenientes do Norte de África, liderados pelo califa Abu Yacuf Al-Mansur: o castelo é atacado, devastado e incendiado. Aqui se instalam, durante 3 a 4 anos, um comando almóada e a sua guarnição.

As hostes régias e as da Ordem de Santiago recuperam Palmela aos almóadas, entre 1194-95. O castelo recebe o seu convento e quartel-general dos Espatários e estão vão fazendo guerra de desgaste aos almóadas que dominam Alcácer.

Em 1217, o comendador-mor da Ordem de Santiago em Portugal, e comendador de Palmela, era Martim Barregão. Este líder comanda as hostes da Ordem de Santiago na batalha de Alcácer do Sal, entre cristãos e muçulmanos, cabendo a vitória aos portugueses».

  

Bilheteira

Entrada para 1 dia: 2,50 euros
Entrada para 3 dias: 5,00 euros
Visitantes com idade igual ou inferior a 12 anos: entrada gratuita

 

Locais de venda

Casa Mãe da Rota dos Vinhos – 2.ª feira a sábado das 10h00 às 19h00 e domingo das 13h00 às 19h00

Posto de Turismo de Palmela – 2.ª feira a domingo das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

Biblioteca de Pinhal Novo – 3.ª, 5.ª e 6.ª feira das 10h30 às 12h30 e das 14h00 às 19h00 e 4.ª feira e sábado das 14h00 às 19h00.

 

Horário da bilheteira durante a feira

Sexta-feira – 16h00 às 23h00
Sábado e domingo – 13h00 às 23h00

 

Roupeiro Medieval

O Roupeiro Medieval funciona nos dias e horário da Feira Medieval.

Pavilhão Alius Vetus (junto à entrada 2 | Igreja de S. Pedro)

Traje para 1 dia: 6,00 euros

Traje para 2 dias: 7,00 euros
Traje para 3 dias: 8,00 euros

Caução: 12,00 euros (devolvida na entrega do traje)

O aluguer de trajes permitirá a entrada gratuita na Feira Medieval.

 

 

Ceia Medieval na Taverna

Dia 23 de setembro

Hora: 20h00

Local: Adega Casa de Atalaia (Rua Heliodoro Salgado, n.º 36 – Palmela)

 

Cousas de Comer e de Beber:

Chouriças ao lume, gorduras frigidas de porco, queijo seco e azeitonas, pão e broa de milho.

Sopa com legumes da horta e feijão seco.

Perna de porco à Medieval com arroz de forno e salada.

Laranjas, laranjas e mais laranjas: umas com mel e frutos secos, outras com groselha e outras, ainda, ardidas em bebida alcoólica.

Vinhos, sumos de laranja e de limão e água .

Café? Só daqui a muitos anos. Quanto muito, água suja.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *