Elvas, Sociedade

Autarquia reconheceu empenho dos Bombeiros Voluntários de Elvas

unnamed (20)
19 elementos dos Bombeiros Voluntários de Elvas que estiveram no combate aos incêndios florestais, fora do concelho, a Associação Humanitária dos Bombeiros, o antigo presidente João Bugio e o comandante Rui Conchinha, foram esta segunda-feira , dia 18, homenageados pelo seu empenho no cumprimento das suas funções.

A cerimónia de reconhecimento do do empenho dos Bombeiros Voluntários de Elvas no combate aos incêndios florestais de 2017 decorreu no salão nobre dos Paços do Concelho, e contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, dos vereadores Vitória Branco e Tiago Afonso e também do comandante do Comando Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Portalegre, Rui Conchinha. 

Neste ato foram entregues diplomas e uma pequena lembrança aos bombeiros de 3ª Andreia Bonifácio, Artur Conceição Igor Caldeira e Francisco Pinto; aos bombeiros de 2ª Jorge Silveirinha, José Ramalho, Rodrigo Dias, Ricardo Aureliano, Rui Reis, Bruno Nunes e Carlos Jesus; aos bombeiros de 1ª José Nunes e Domingos Capelas; aos subchefes Joaquim Pimentão e José Cardoso; ao oficial de bombeira de 2ª Sandra Pita; ao adjunto de Comando Nuno Santana; e ao comandante Tiago Bugio. Além dos soldados da paz elvenses, foi reconhecida a Associação Humanitários dos Bombeiros Voluntários de Elvas, e ao anterior presidente da Direção, João Bugio, a título póstumo.

O presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, explicou que esta foi a forma encontrada para “lhes dizer obrigado, de uma maneira especial”, acrescentando que “sei que têm os Bombeiros no coração e gostava que tivessem, também, a Câmara Municipal”. Para o autarca esta é “uma homenagem justa e um incentivo, numa altura em que há críticas, para a concretização do vosso trabalho no dia a dia”.

O comandante distrital Rui Conchinha sublinhou o trabalho desenvolvido pelos soldados da paz de Elvas, “num concelho, que em termos operacionais, é o que regista um maior número de ocorrências e são, sem dúvida, os mais certificados”, salientando ainda que só este ano “os bombeiros do distrito já se deslocaram, para fora da sua área de ação, cerca de 30 vezes, quando em anos anteriores não ultrapassaram a dezena”.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *