Évora, Sociedade

Programa “Ser a Brincar” com balanço positivo em Évora

Anexo_SB1

Terminou com um lanche convívio para crianças e familiares o programa “Ser a Brincar”, programa de actividades complementares e de apoio à família que permitiu ocupar nas férias de Verão um conjunto de crianças eborenses do pré-escolar.

Este programa de tempos livres, criado pela Câmara Municipal de Évora com o apoio de vários parceiros, foi preenchido com actividades de carácter educativo e cultural, a maioria das quais desenvolvidas na Escola Básica de São Mamede. De entre estas, destacam-se, as visitas à Loja dos Sonhos, Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo (Museu de Évora)e Quartel dos Bombeiros Voluntários de Évora, além de uma atividade com a PSP, uma recepção nos Paços do Concelho e aulas de Atividade Físico-Desportiva.

A Vice-Presidente da Câmara Municipal, Élia Mira, participou no encerramento, tendo ficado satisfeita com o que lhe foi dado constatar sobre o programa.

“Achamos que foi um sucesso e a atestá-lo estão as listas de espera que mantivemos, de pais a quererem inscrever as suas crianças. Tratou-se do primeiro ano deste programa, o que não nos permitiu receber mais crianças”, explicou Élia Mira, considerando-o, de igual modo, como mais um contributo para cumprir os ideais de uma cidade que se pretende educadora.

A iniciativa, sublinhou, “muito se deveu também a um precioso contributo do Agrupamento de Escolas nº 3 e da União de Freguesias de Évora, além de um trabalho abnegado dos nossos funcionários que acompanharam o programa. Não é fácil, na época do Verão, ter aqui funcionários que se dedicaram integralmente, por isso deixo uma palavra de reconhecimento para este trabalho que foi desenvolvido”.

Trabalho de acompanhamento que incluiu igualmente servir-lhes refeições de qualidade confecionadas na cozinha da escola.

“Proporcionamos a estas crianças ocupar as suas férias de forma lúdica, contribuindo também para a sua formação enquanto cidadãos do nosso município e agora chegámos ao final com a sensação de dever cumprido e de ter correspondido àquilo que eram inicialmente as nossas espectativas”, afirmou a Vice-Presidente.

O lanche convívio serviu ainda para ouvir a opinião dos pais sobre o programa e também como oportunidade para que estes dessem ideias destinadas a melhorar esta resposta social fundamental para as famílias do concelho.

Artigo Anterior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *