Albergaria-a-Velha, Cultura

Maria João, Carlos Guilherme e Orquestra Filarmonia das Beiras encerram comemorações dos 900 anos de Albergaria-a-Velha

maxresdefault_41

As comemorações dos 900 anos da fundação de Albergaria-a-Velha vão encerrar em novembro com um conjunto de espetáculos no Cineteatro Alba. Na noite de 3 de novembro, a cantora Maria João, acompanhada ao piano por João Farinha, apresenta o seu novo projeto, onde regressa à essência musical do Jazz. A evolução de Albergaria-a-Velha ao longo dos séculos é revista na peça de teatro “Osseloa”, uma criação da Companhia do Jogo/AlbergAR-TE para as comemorações dos 900 anos, que sobe ao palco a 18 de novembro.
A encerrar o ciclo de espetáculos, a Gala Lírica “De Nápoles a Nova Iorque!”, um concerto da Orquestra Filarmonia das Beiras, onde o tenor Carlos Guilherme e a soprano Isabel Alcobia atravessam várias paisagens musicais, desde as canções napolitanas às melodias da Broadway. No âmbito das comemorações destaca-se, ainda, a realização da I Conferência Internacional de Gestão de Informação e Arquivos nos dias 3 e 4 de novembro, na Sala Principal do Cineteatro Alba.

O regresso do MI – Festival de Música e Criatividade Infantil de Albergaria-a-Velha e do OuTonalidades marcam também a programação do último quadrimestre do Cineteatro Alba. O festival produzido pelo SAC – Serviço de Aprendizagem Criativa do Município decorre entre 13 e 15 de outubro e traz várias criações artísticas que visam formar novos públicos para a Cultura desde tenra idade. O circuito português de música ao vivo OuTonalidades volta a animar as noites do Espaço Café-Concerto entre 21 de setembro e 7 de dezembro. Este ano, as propostas são Uxía e João Gentil (21 de setembro), Núria Graham (28 de setembro), Vaarwell (19 de outubro), Odaiko e Vanessa Muela (16 de novembro), Emmy Curl (30 de novembro) e Joana Serrat (7 de dezembro).

A programação do Cineteatro Alba arranca no dia 1 de setembro, sexta-feira, com a apresentação do documentário “Nasci com a Trovoada”, uma autobiografia póstuma do cineasta Manuel Guimarães, nascido em Valmaior em 1915. A iniciativa contará com a presença da realizadora, Leonor Areal. Em setembro, o teatro vai também marcar presença com “Dois Homens Completamente Nus”, na noite de 23. Os atores Miguel Guilherme e Jorge Mourato protagonizam uma hilariante comédia onde acordam nus no chão de uma sala, sem qualquer recordação do que aconteceu antes. Num registo mais intimista, Manuel Wiborg conduz um monólogo onde a figura do músico de rua é o ponto de partida e de chegada em “O Homem da Guitarra”, de Jon Fosse. A peça sobe ao palco da Sala Principal na noite de 28 de outubro.

Na música, a cantora e compositora Luísa Sobral apresenta o mais recente álbum “Luísa” a 7 de outubro. Gravado em Los Angeles, o trabalho discográfico revela uma nova fase na maturidade criativa da artista, com melodias tocantes, cantadas em Inglês, Português e Francês. Já a 2 de novembro, Luís Fernandes homenageia as mulheres que vivem nos bastidores das vidas dos músicos com “Tia Graça”, um espetáculo produzido pela D’orfeu. O ciclo Bandas em Concerto continua no último trimestre de 2017 com a Associação Recreativa e Musical Amigos da Branca (21 de outubro), Banda Velha União Sanjoanense (11 de novembro) e a Banda Filarmónica do Grupo Recreativo e Cultural de Ribeira de Fráguas (9 de dezembro).

Em termos de exposições, o Cineteatro Alba terá patente a “Obra Plástica de Manuel de Guimarães” (de 1 a 13 de setembro), a “Exposição de Artes e Ofícios Contemporâneos – Dos Modos Nascem Coisas” (15 de setembro a 11 de outubro) e “Noah – Instalação” (de 12 a 15 de outubro).

Os bilhetes para os espetáculos podem ser adquiridos na bilheteira do Cineteatro Alba, na receção da Biblioteca Municipal, no SAM– Serviço de Atendimento ao Munícipe nos Paços do Município e na rede de bilheteiras online.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *