Celorico de Basto, Cultura

Academia de Música de Basto reúne alunos em festa de final de ano

_DSC6829

Foi com o musical “A bela e o monstro” que a Cooperartes se despediu dos seus alunos, que fazem um interregno para férias de Verão regressando em setembro. O musical decorreu na praça Albino Alves Pereira, no dia 30 de julho.

O conto de fadas francês “a bela e o monstro” foi transformado num musical pela Cooperartes com interpretações “sublimes e cheias de emoção” dos alunos da Academia de Música de Basto.

Presente a assistir ao espetáculo, o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, mostrou-se muito satisfeito com o trabalho desta academia. “É absolutamente encantador ver a forma como estes jovens se entregam à interpretação e ao canto. Nota-se que a Academia de música tem feito um trabalho exemplar e meritório de todo o nosso reconhecimento. Só podemos estar satisfeitos com o trabalho que hoje nos foi apresentado”.

A academia de música de Basto é uma entidade que tem tido um papel fundamental no crescimento musical dos jovens do concelho. O facto desta, ser uma entidade de caracter oficial, reconhecida e financiada pelo Ministério da Educação, permite às crianças Celoricenses que se matriculam no 5°ano de escolaridade, a frequência de um Curso de Música completo e de forma gratuita, através do ensino articulado com o Agrupamento de Escolas  de Celorico  de Basto. A Academia de Música de Basto conta hoje com mais de 110 alunos, tendo vindo a aumentar de ano para ano, o número de alunos interessados no ensino articulado.

Carla Lopes, diretora da Academia de Música de Basto, disse que o resultado apresentado é fruto de “muito esforço e empenho de todos os que compõem esta academia. “Temos os melhores alunos, os melhores professores, os melhores colaboradores por isso só podemos ter os melhores resultados. Não é pretensiosismo, de facto procuramos, ao longo do ano, fazer o melhor possível, com exigência e disciplina, para que os nossos alunos atinjam o patamar que pretendemos. É um trabalho de muitas horas que nos deixa muito satisfeitos”.

O musical apresentado contou com a participação de grande parte dos alunos que integram a Academia de Música e deixou o público “absolutamente emocionado” com o espetáculo.

O tradicional conto de fadas francês foi originalmente escrito por Gabrielle-Suzanne Barbot tem vindo a sofrer algumas alterações ao longo dos tempos e reescrito por outros autores, usado em filmes e musicais.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *