Cultura, Melgaço

Diretor Regional de Cultura Norte inaugura o Festival Internacional de Documentário de Melgaço

Filmes do Homem (2)

O Diretor Regional de Cultura Norte, António Ponte, inaugura na próxima terça-feira, 1 de agosto, o Festival Internacional de Documentário de Melgaço – Filmes do Homem. O momento acontece com a abertura da exposição de fotografia ‘Festa’, de João Gigante, e ‘Pão Nosso de Cada Dia’, de Venice Atienza, na Casa da Cultura, pelas 21h00, seguindo-se a estreia dos documentários realizados na Residência Cinematográfica PLANO FRONTAL 2016. O festival acontece entre 1 e 6 de agosto e está inserido no ‘Melgaço em Festa’ que decorre de 31 de julho a 13 de agosto, este ano com um programa mais ambicioso e mais eclético.

Esta é 4ª edição de Filmes do Homem e volta a marcar a exibição e promoção do cinema documental, pautado pela qualidade cinematográfica dos trabalhos selecionados para o prémio Jean Loup Passek e centrando-se nas temáticas habituais do festival – migração, fronteira e memória. Este ano concorreram ao prémio Jean Loup Passek um número recorde de filmes, excedendo as 400 candidaturas, entre as quais foram selecionadas 15 longas-metragens e nove curtas e médias metragens, candidatas ao prémio internacional na sua categoria. Sete destes filmes são também candidatos na categoria de Melhor Filme Português. 13 dos realizadores candidatos ao prémio Jean Loup Passek estarão presentes no Festival para apresentarem os seus filmes, vindos de países tão diversos como Espanha, França, Alemanha, Itália, Finlândia e, claro, Portugal.

O júri desta edição é constituído pelo cineclubista André de Oliveira e Sousa, pelas realizadoras Graça Castanheira e Iris Zaki, esta última vencedora do prémio Jean Loup Passek para melhor curta-metragem na edição do ano passado, pelo produtor e realizador Rodrigo Areias e pelo jornalista e programador brasileiro Sérgio Rizzo. Os prémios a atribuir pretendem distinguir a melhor longa-metragem (3.000€), a melhor curta ou média-metragem (1.500€) e o melhor documentário português (1.000€).

De destacar nesta edição, durante o dia 4 de agosto, o KINO MEETING – Encontro Internacional de Serviços Educativos de Cinema, com a presença de várias instituições internacionais, como as Cinematecas Alemã e Portuguesa, o Museu Nacional de Cinema Italiano, a Filmoteca da Catalunha, os Cineclubes de Viseu e Faro, a Casa Museu de Vilar e o Festival de Cinema de Animação Cinanima.

Nos dias 4 e 5 de agosto, FILMES DO HOMEM vai acolher os III Encontros Arraianos de Cinema, iniciativa que pretende fomentar a criação de redes de colaboração entre Cineclubes e Festivais de Cinema da raia Portugal/Espanha, promover e divulgar o cinema raiano e estimular o diálogo cultural e institucional entre fronteiras. Realiza-se ainda a residência cinematográfica e fotográfica Plano Frontal, de 28 de julho a 6 de agosto, e o curso de verão Fora de Campo, de 01 a 06 de agosto.

De 5 e 6 de agosto é altura de um ‘Salto a Melgaço’, com uma programação mais intensa e a dinamização de diversas visitas a locais do concelho, visitando exposições, assistindo a debates e conferências e a projeções de filmes. Os vencedores do prémio Jean Loup Passek serão conhecidos no último dia do festival, 6 de agosto, como tem sido habitual, com a projeção ao ar-livre de um filme na Torre de Menagem de Melgaço.

O FILMES DO HOMEM – Festival Internacional de Documentário de Melgaço é organizado pela Câmara Municipal de Melgaço em parceria com a AO NORTE – Associação de Produção e Animação Audiovisual, e pretende promover e divulgar o cinema etnográfico e social, refletir sobre identidade, memória e fronteira e contribuir para um arquivo audiovisual sobre a região.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *