Cultura, Évora

Sílvia Pérez Cruz no Artes à Rua em Évora

Anexo_20280596_1894689414106325_9091876778348980784_o

O Artes à Rua tem um dos seus pontos altos agendado para a próxima quinta-feira, dia 27, com o esperado concerto de Sílvia Pérez Cruz, na Praça do Giraldo, às 22h. Sobre ela, diz-se que é “uma das vozes mais avassaladoras que surgiram nos últimos tempos em toda a península. Fala a linguagem da música desde sempre, cresceu entre canções populares ibéricas e latino-americanas, foi educada entre o clássico e o jazz. Contagiada pelo flamenco através de uma ligação que parece sobrenatural, canta de uma forma muito própria que faz estremecer.”

A cantora catalã, nascida em 1983, editou em 2016 “Domus” o último dos seus 12 trabalhos discográficos. Neste espetáculo vem acompanhada por Miquel Àngel Cordero, no contrabaixo, Joan Antoni Pich, no violoncelo e Carlos Montfort, no violino.

“Artes à Rua” é o nome do festival de artes públicas promovido pela Câmara de Évora que inunda o verão da cidade com inúmeras manifestações artísticas em espaço público e de acesso gratuito. Até 27 de agosto a música, o teatro, a performance, a dança e a instalação acontecem em praças, ruas e largos do centro histórico mas, também, noutras freguesias urbanas e rurais.

Peste & Sida (29 de julho), Rusó Sala e Aleix Tobias (03 de agosto), Duarte (04 de agosto), Carlos Barreto & António Eustáquio (12 de Agosto), Selma Uamusse (12 agosto) e Luísa Sobral (17 de agosto), são outros cabeças de cartaz de um vasto programa de perto de 80 espetáculos onde se inclui, também, a participação de muitos artistas locais que podem mostrar o seu trabalho à população e aos milhares de visitantes que por cá vão passando.

A organização é da autarquia eborense com apoio da Direção Regional de Cultura, da Fundação Inatel, da União de Freguesias do Bacelo e Senhora da Saúde, da União de Freguesias de Évora, da União de Freguesias da Malagueira e Horta das Figueiras, da Biblioteca Pública de Évora, da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, do Instituto do Cinema e Audiovisual e do Cabido da Sé de Évora. O festival conta com cofinanciamento através do programa Alentejo 2020, através da CIMAC e Turismo do Alentejo.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *