Castro Marim, Destaque, Turismo

Novos sabores no Festival Internacional do Caracol em Castro Marim

CARACOL17

O grande atrativo são as receitas inovadoras, nacionais e internacionais, do afamado petisco, mas o Festival Internacional do Caracol, em Castro Marim, apresenta também um rico e diversificado cartaz cultural, muita doçaria regional e uma vista privilegiada sobre o Rio Guadiana e a Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de St. António. Com lugar na Colina do Revelim de St. António, o Festival Internacional do Caracol acontece de 21 a 23 de julho e traz sabores da cozinha espanhola, francesa e marroquina.

Com portas abertas a partir das 19h00, no dia 21 de julho, sexta-feira, o Festival Internacional do Caracol é animado pelo grupo “Al Fanfare”. Segue-se Michel Sapateado, o professor e bailarino francês, considerado por muitos como o pai do sapateado em Portugal. Pelas 21h30 sobem ao palco “Os Vocalistas”. A noite é fechada pela atuação da Banda Musical Castromarinense, pelas 22h30.

No dia 22 de julho, sábado, o Festival arranca às 18h30, com a animação de rua pelos “Al Fanfare”. Pelas 20h30, é a vez do Duo “Amar Guitarra”, um projeto de João Cuña e Luís Fialho, num deslumbrante diálogo entras as suas guitarras em vários temas, originais e de outros autores, e em diversos estilos musicais. O grande concerto da noite é de Raúl Rodriguez, produtor, compositor, cantor e guitarrista espanhol, filho da reconhecida cantora Martirio.

No último dia, 23 de julho, o Festival também começa às 18h30, com animação de rua. Segue-se o grupo Al-Bashirah (Marrocos), com música árabe e oriental, composto por músicos de Marrocos e da Síria, que reúnem as diferentes escolas de música andalusí e as diferentes culturas musicais do mundo árabe. O grupo dispõe de um amplo repertório composto por nubas de música andalusí, as muwashawat sírias e as mais belas melodias turcas. Al-Bashirah faz-se acompanhar do bailarino sírio Ahmad Arifa, que interpreta a dança espiritual sufi dervish e a dança tradicional de Egito denominada Tanora. Os “Sangre Ibérico”, banda portuguesa de flamenco, encerram mais uma edição do Festival Internacional do Caracol.

Afirmar Castro Marim como destino dos melhores caracóis do Algarve e potenciar também os produtos locais e tradicionais, bem como a cozinha e a cultura mediterrânicas, são os grandes objetivos da autarquia com a realização do Festival Internacional do Caracol.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *