Celorico de Basto, Sociedade

Celorico de Basto inaugura arranjos urbanísticos na envolvente da igreja de Britelo

_DSC7390

“Hoje celebramos a valorização de um património que é de todos, um local de culto, uma zona que fomos habituados a frequentar e era preciso colocá-la mais bonita, mais bem arranjada e hoje, sentimo-nos contentes e satisfeitos pelo resultado e empenho de todos para o melhoramento deste espaço” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, durante a cerimónia de inauguração. “Em dia de celebração do nosso padroeiro, o S. Pedro, celebramos também esta intervenção de beneficiação deste espaço, uma intervenção boa para os que cá estão e para os que virão, uma obra muito ambicionada. É um espaço muito bonito que ficou ainda mais bonito” concluiu.

Também o presidente da união de freguesias de Britelo, Gémeos e Ourilhe, Agostinho Andrade, se mostrou agradado com a conclusão desta obra. “ Para a população de Britelo e para mim é um dia muito importante, porque no dia da festa do padroeiro temos a inauguração de um espaço tão desejado, que dignifica a terra, a nós e a quem nos visita. Foi uma obra concluída em tempo record pelo Município e, por isso, agradeço podermos celebrar a inauguração deste espaço, que muito nos enobrece, em simultâneo com o nosso padroeiro”.

A cerimónia de inauguração iniciou com bênção do espaço pelo padre Carlos Macedo seguindo-se o descerramento da placa inaugurativa pelas individualidades convidadas.

A obra agora inaugurada visou orientar a zona de circulação automóvel e definir claramente os lugares de estacionamento. A organização deste espaço, uma plataforma descendente no sentido da rotunda do nó de Britelo, dispõe agora de uma plataforma que acolhe o parque de estacionamento, delimitada no seu perímetro por um cordão verde, definido através de uma sebe de photínias.

As cotas da plataforma foram, no geral, mantidas como forma de garantir que o edifício religioso e o seu espaço exterior envolvente continue a ser percetível para quem passa na EN 210 (Variante), e seja ainda percetível desde a vila de Celorico de Basto. Nesse sentido, não foram colocados nenhuns obstáculos, designadamente elementos urbanos perturbadores, tais como arborização de grande porte, postes de iluminação, etc. O restante espaço que vai para além da plataforma, e exterior ao perímetro definido pela sebe, foi tratado como espaço verde, definido essencialmente por um talude que remata, à sua cota mais baixa, na zona definida pela rotunda do nó de Britelo. Aqui a intervenção é essencialmente de ordem paisagística cujo espaço será agora entendido como um embasamento da plataforma de estacionamento.

Para além do novo arruamento de ligação à quinta da Agra, onde estão definidos os percursos pedonais, o próprio desenho urbano da rua da igreja foi revisto e melhorado, garantindo assim, na zona envolvente da igreja, percursos novos, amplos e confortáveis, que garantem também o acesso a pessoas com mobilidade reduzida. Na rua da Igreja, e dado que o seu adro é adjacente à via de circulação automóvel, e não sendo aí possível definir um passeio que separe de forma clara a facha de rodagem, foi criado um outro acesso ao adro da igreja, pelo lado direito.

Também o passeio contíguo à rua da igreja, junto ao parque de estacionamento, foi convertido numa plataforma mais larga, uma vez que existe sempre nessa zona uma grande concentração de pessoas. A plataforma garante ainda o atravessamento de pessoas com mobilidade reduzida, através da introdução dos pavimentos táteis adequados ao efeito.

Os materiais utilizados na plataforma de estacionamento foram o cubo de granito, para garantir alguma dinâmica ao local.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *