Sociedade, Vila do Bispo

Vila do Bispo apresentou a sua Estratégia de Desenvolvimento Sustentável

17

Ontem, 29 de junho, a autarquia de Vila do Bispo apresentou o seu projeto de Estratégia de Desenvolvimento Sustentável para o Município, iniciativa que decorreu no Auditório do Centro Cultural.

O projeto foi apresentado numa sessão pública pelo presidente da IPI Consulting Network, Carlos Medeiros, empresa responsável pela sua elaboração, tendo a mesma sido moderada pelo presidente da Câmara, Adelino Soares. A sessão contou ainda com a presença do presidente da CCDR – Algarve, Francisco Serra, e Miguel Freitas em representação da AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve. No final seguiu-se a fase de discussão de ideias com os participantes nesta sessão, envolvendo assim a população neste projeto.

Esta iniciativa teve como objetivo informar a população sobre os instrumentos de trabalho que vão ser criados pela autarquia para melhorar a qualidade de vida das pessoas e, simultaneamente, reforçar a competitividade, a atratividade e a notoriedade do concelho, potenciando o seu desenvolvimento económico, ambiental e social.

Este projeto engloba a criação de um relatório de sustentabilidade, de um plano de turismo, de um plano do ambiente assim como apoiar a adesão da autarquia ao Pacto de Autarcas e ainda prepara a Agenda 21 Local. Este conjunto de trabalhos abarcará áreas como a governação, a transparência da atuação, o ambiente, a qualidade de vida e o turismo.

A estratégia de sustentabilidade do concelho é uma iniciativa da Câmara Municipal que visa o desenvolvimento sustentável do concelho, que permite compatibilizar o crescimento, a proteção ambiental e a coesão social. Podemos dizer que o relatório de sustentabilidade faz o retrato da atuação e desempenho do município, contribui para a monitorização da atividade municipal estabelecendo compromisso para o futuro e melhora o grau da transparência. Em suma este trabalho aborda a governação, compromisso e envolvimento; desempenho económico, desempenho ambiental e desempenho social. Pretende-se assim que este projeto, que na verdade são cinco, seja amplamente participado e mobilizador de vontades e de consensos.

Destaque ainda para a apresentação, durante a sessão, do livro «Novas Elites, Novas Mobilidades em Turismo – Fluxos e Territórios», da Professora Catedrática Carminda Cavaco.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *