Albergaria-a-Velha, Sociedade

Serviço de Ambiente de Albergaria-a-Velha vai dispor de carros elétricos

Fundo-ambiental-imagem

O Município de Albergaria-a-Velha vai adquirir três viaturas elétricas para os Serviços de Ambiente, abatendo seis veículos a gasóleo. A aquisição dos veículos é comparticipada pelo Estado, através do Fundo Ambiental disponibilizado às Autarquias. O protocolo foi assinado hoje em Porto de Mós, estando o Município representado pelo Vice-Presidente da Câmara, Delfim Bismarck, numa cerimónia em que participou o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e o Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel.

Dois dos veículos são destinados a transporte de pessoas e mercadorias, estando equipados com tanques de 650 litros para monda térmica e limpeza à pressão. A monda térmica permite eliminar plantas daninhas sem utilizar produtos químicos. O terceiro veículo é um ligeiro de mercadorias também para transporte de pessoal destinado a limpeza urbana, de jardins e apoio aos serviços do Ambiente.

A aquisição das viaturas elétricas vai permitir o abate de seis veículos a gasóleo, com uma idade média de 21 anos. O Município de Albergaria-a-Velha cumpre os objetivos inscritos no PAES – Plano de Ação para a Energia Sustentável, aprovado em 2014, ao diminuir as emissões poluentes e o consumo de energia. As viaturas têm um custo superior a 120 mil euros, sendo que o Fundo Ambiental comparticipa metade da verba no caso dos veículos de transporte de mercadorias e 25 por cento no caso do ligeiro de mercadorias.

O Fundo Ambiental surgiu para apoiar políticas ambientais de desenvolvimento sustentável. Foi criada uma linha de incentivos que visa apoiar a substituição de veículos de serviços urbanos ambientais por veículos elétricos destinados à mesma utilização, no âmbito da atividade desenvolvida pelas Autarquias ou outras entidades gestoras dos serviços públicos de limpeza urbana. O Fundo Ambiental pretende apoiar políticas de adaptação às alterações climáticas, que promovam o sequestro de carbono e façam a transição para uma economia circular, entre outros objetivos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *