Albergaria-a-Velha, Sociedade

Albergaria-a-Velha recebeu membros da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago

federacao_caminho_santiago_2

As entidades que integram a Federação Portuguesa do Caminho de Santiago estiveram reunidas em Albergaria-a-Velha e aprovaram os estatutos da nova instituição, que visa promover e consolidar os itinerários em território nacional. A Federação integra diversas câmaras municipais, associações e instituições da Igreja Católica com o objetivo de definir uma estratégia comum na promoção do Caminho de Santiago, procurando sinergias que tragam mais turistas para território nacional.

Fazem parte da instituição mais de 30 autarquias, entre elas Albergaria-a-Velha, e também outras entidades como a Federação Europeia dos Caminhos de Santiago, a Associação Via Lusitana, o Serviço Diocesano da Pastoral do Turismo da Diocese de Bragança Mirandela, entre outros. Os estatutos aprovados na reunião de hoje abrem a possibilidade de pessoas singulares também serem membros da Federação.

Depois das Câmaras Municipais enviarem os estatutos para aprovação em Assembleia Municipal será marcada uma nova reunião com os membros para definirem os órgãos sociais da Federação. Está prevista a criação de um Conselho Histórico-Científico, de forma a promover a identidade e o estudo dos itinerários do Caminho de Santiago em território nacional. A uniformização da sinalética que identifica os percursos é também um dos objetivos da Federação.

Os membros da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago foram recebidos pelo Presidente da Câmara Municipal, António Loureiro, numa sessão de boas vindas que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Município. O Vereador da Cultura, Delfim Bismarck, participou depois nos trabalhos e guiou os presentes numa visita ao Albergue de Peregrinos Rainha D. Teresa.
Apesar de não estar contabilizado o número de peregrinos que fazem o Caminho Português em direção a Santiago de Compostela, estima-se que sejam dezenas de milhares, sobretudo estrangeiros, aqueles que fazem os itinerários em território nacional.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *