Sociedade, Vila do Conde

Centro de Estudos Regianos de Vila do Conde comemora 20 anos

Centro de Estudos Regianos comemora 20 anos

Em dezembro, o Centro de Estudos Regianos (CER) completa 20 anos de atividade como associação que investiga e trabalha a obra literária de José Régio, em estreita colaboração com personalidades da área, jovens estudiosos, investigadores e docentes de universidades portuguesas e de centros de excelência estrangeiros, contando sempre com o apoio da Câmara Municipal de Vila do Conde.

Estes 20 anos do CER são, sobretudo, uma data a assinalar pelo sucesso dos trabalhos, pela intensa atividade e pelos resultados positivos alcançados. Em ano comemorativo, o CER desenvolve uma série de atividades cujo objetivo é envolver uma comunidade mais alargada, dentro e fora de portas de Vila do Conde.

Esta terça e quarta-feira realiza-se, na Faculdade de Letras de Lisboa, o Congresso Internacional “Revista presença – 90 anos depois”, no qual marcarão presença a Presidente do Centro de Estudos Regianos de Vila do Conde, Dr.ª Isabel Cadete Novais, a Dr.ª Manuela Laranjeira do CER e a Dr.ª Ivone Teixeira da Câmara Municipal de Vila do Conde.

No próximo dia 20 de maio, será inaugurada, no Centro de Memória, uma exposição itinerante intitulada “O que foi a presença? Uma leitura a 90 anos de distância”.

Neste momento, encontra-se a decorrer uma pequena venda de livros nas instalações do CER, incluindo edições raras no mercado livreiro, com descontos de 10% a 30%.

Da sua atividade permanente e para além da investigação documental, o CER organiza, regularmente, exposições – na sua maioria itinerantes, dentro e fora de Portugal – e os respetivos catálogos, colóquios nacionais, conferências, seminários, intercâmbios culturais com universidades estrangeiras – sempre em torno de questões relativas ao universo regiano.

De todas as atividades, são, sem dúvida, as publicações da linha editorial do CER que constituem o orgulho desta prestigiosa instituição, como a Revista Estudos Regianos que se distingue especialmente pela colaboração de ilustres críticos e escritores portugueses e estrangeiros.

Presentemente, tem em preparação uma biblioteca regiana, ativa e passiva, que se pretende que venha a ser um bem público, não apenas para a população vilacondense mas aberta também aos investigadores interessados em explorar o universo criativo regiano.

Programa_Comemorativo_dos_20_Anos_do_Centro_de_Estudos_Regianos

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *