Albergaria-a-Velha, Sociedade

Albergaria-a-Velha no grupo dos fundadores da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago

67fbf663b0b6a7c227eb8b80a52fdec6_L

A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha é um dos municípios fundadores da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago. O Município, através do Vereador da Cultura, Delfim Bismarck, participou quarta-feira, em Vila Pouca de Aguiar, na assinatura do protocolo para criação da entidade que visa a cooperação interinstitucional na defesa, preservação e uniformização do Itinerário Cultural Europeu.

O acordo de cooperação foi assinado por 37 instituições, entre elas três dezenas de câmaras municipais do Centro e Norte do país. Tendo em vista a criação da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago, as instituições aderentes comprometem-se a proceder ao levantamento e reconhecimento do percurso, no seu território, com base em fontes históricas e científicas; em elencar pontos de interesse para turismo e infraestruturas de alojamento, restauração e escolas e edifícios passíveis de reconversão em albergues; e em proceder à limpeza e marcação do Caminho.

Delfim Bismarck refere que “Albergaria tem estado desde a primeira hora na criação da Federação e vê com bons olhos a uniformização de regras e normas no Caminho de Santiago”. O Vereador da Cultura e Turismo explica que este itinerário é “um potencial turístico e cultural cada vez mais relevante, que temos todo o interesse em dinamizar”.

O acordo de cooperação que prevê a a criação da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago tem como objetivo a uniformização dos percursos, incluindo a uniformização da sinalética, mas também a promoção conjunta dos itinerários nacionais que rumam à Catedral de Santiago de Compostela.

As instituições que assinaram a carta de intenções são a Federação Europeia dos Caminhos de Santiago, que tem sede em Vila Pouca de Aguiar; as Câmaras Municipais de Albergaria-a-Velha, Alenquer, Alvaiázere, Anadia, Barcelos, Belmonte, Castelo Branco, Castro Daire, Chaves, Covilhã, Estremoz, Fundão, Golegã, Guarda, Lamego, Maia, Mealhada, Nisa, Penacova, Peso da Régua, Pinhel, Santa Comba Dão, Santa Marta de Penaguião, Sever do Vouga, Tomar, Vila do Conde, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Viseu, Vouzela; a Associação da Amizade e das Artes Galego Portuguesa; o Serviço Diocesano da Pastoral do Turismo da Diocese de Bragança – Miranda; a APVL – Associação de Peregrinos Via Lusitana; e a Confraria dos Caminhos.

O Município de Albergaria-a-Velha é atravessado por aquele que é designado como Caminho Português, no sentido sul-norte, sendo um ponto de confluência de várias rotas. A Autarquia inaugurou há mais de dois anos o Albergue de Peregrinos Rainha D. Teresa, que tem cada vez mais importância nas peregrinações a Santiago de Compostela. Os Caminhos de Santiago estão classificados como Património da Humanidade pela UNESCO, em Espanha e em França. Em Portugal não têm ainda essa classificação, mas detêm o estatuto de Itinerário Cultural Europeu.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *