Melgaço, Sociedade

Melgaço investe 3 milhões de euros no Ciclo Urbano da Água

image016

O município de Melgaço assinalou o Dia da Liberdade, com a presença do Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins. O programa teve início às 9h30, no Largo Hermenegildo Solheiro, com a Guarda de Honra dos Bombeiros Voluntários, seguindo-se o hastear da Bandeira Nacional. Foi também altura para apresentação dos investimentos do Ciclo Urbano da Água que totalizam um investimento que ronda os 3 milhões de euros.

O Presidente da Assembleia Municipal, Artur José Rodrigues, deu início à sessão Solene Pública Comemorativa do 43º Aniversário do 25 de Abril, que decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal, considerando-a como um momento fundamental para todos: ‘o 25 de abril é um dos mais importantes acontecimentos de Portugal. Falar do 25 de abril é falar dos valores da democracia’, disse recordando, ‘aquela madrugada, todos nós a esperávamos…há muito tempo!’.

Durante a sessão, o Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, apresentou os investimentos do Ciclo Urbano da Água. ‘O Poder Local é uma das mais importantes conquistas de Abril. A intervenção no território, melhorando a qualidade de vida dos cidadãos é o principal objetivo da nossa atuação, por isso hoje é um bom dia para anunciar um grande investimento para a qualidade de vida dos melgacenses: Vamos investir cerca de 3 milhões de euros nas redes de abastecimento de água e de saneamento. Graças ao excelente trabalho dos nossos técnicos conseguimos que fossem aprovadas 14 candidaturas do Ciclo Urbano da Água, o que nos vai permitir fazer o maior investimento do distrito, nesta área.’

Manoel Batista desafiou os presentes a consultarem os indicadores estatísticos do Instituto Nacional de Estatística e a lerem os números que dizem, comprovadamente, que são vários os domínios em que Melgaço se apresenta com uma posição favorável face aos resultados do Alto Minho, tais como:

– indicadores no domínio da atividade agrícola onde cresceram 679%;

– na dinâmica empresarial, Melgaço destaca-se no quadro da sub-região, traduzido em variações positivas mais acentuadas do emprego: ‘O crescimento do emprego total é alavancado em particular pelo emprego industrial. A estes resultados não será alheio o desempenho e nível de ocupação nossa da Zona Industrial do Penso, a qual tem uma ocupação quase plena (apenas um lote vago). E estamos já a trabalhar na criação de novas localizações!’

– na dinâmica turística Melgaço tem resultados destacados: o crescimento (35%) da capacidade hoteleira na primeira década deste século superou significativamente, quer o desempenho do Alto Minho (10%), quer o desempenho a nível nacional (17%) – ‘Melgaço tem, de facto, registado uma importante evolução na atividade hoteleira e o indicador do volume de dormidas por 1000 habitantes reflete bem esta dinâmica: 306 dormidas por 1000 habitantes, em Melgaço; 138 em Monção, 196 no Alto Minho e 512 no espaço nacional, com uma cota de dormidas de estrangeiros na ordem de 20 % e a crescer…’, revelou o Presidente de Melgaço.

– e nas exportações: no intervalo de 1 milhão a 6,6 milhões as exportações cresceram 660% – ‘E saibam os presentes que na evolução do número de empresas instaladas, crescemos mais 13,5%, enquanto o Alto Minho cresceu 3,9%.’

‘Melgaço tem um crescimento médio anual de 20%, ao passo que o Alto Minho tem de 0,9%’, finalizou Manoel Batista, ouvindo do Secretário de Estado do Ambiente palavras de parabéns pelo bom trabalho que Melgaço está a desenvolver. ‘Parabéns pelas candidaturas aprovadas. Melgaço vai num bom caminho! Este trabalho dá azo a um sonho do 25 de abril: melhores serviços públicos, para que sejam obras ao serviço dos cidadãos’, referiu o Secretário de Estado afirmando que ‘esta é mesmo a melhor forma de se comemorar o 25 de Abril’.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *