Cultura, Mangualde

Mangualde assinalou Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Dólmen de Cunha Baixa (2)

Câmara Municipal de Mangualde juntou-se à comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (DIMS) 2017 e assinalou a efeméride com a colocação de painéis interpretativos no Dólmen de Cunha Baixa, e na Orca dos Padrões, na mesma freguesia.

Estes dois monumentos megalíticos destacam-se pela sua importância no contexto do património arqueológico do concelho e do país. Recorde-se que o Dólmen de Cunha Baixa é Monumento Nacional desde 1910.

Comemorado anualmente a 18 de abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios tem como objetivo sensibilizar para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para a necessidade da sua proteção e valorização.

 

MONUMENTOS MEGALÍTICOS EM MANGUALDE

O Dólmen de Cunha Baixa data do III milénio a.C., e foi erigido por comunidades seminómadas, e a sua função era a de sepulcro. Encostada ao Rio Castelo, junto à localidade de Cunha Baixa, a Casa da Orca ou Casa da Moura, como também é conhecido, marca vincadamente a planície e a paisagem envolvente. Foi classificado como Monumento Nacional a 16 de junho de 1910.

A Orca dos Padrões, também na Freguesia de Cunha Baixa, foi construído entre o IV e o III milénio a.C. Trata-se de um túmulo, com cerca de 2,80 metros de comprimento por 3,20 metros de largura, e 2,30 metros de altura. Em meados dos anos 90 foi alvo de uma ação de conservação e restauro.

Estes dois monumentos integram uma malha de construções megalíticas no concelho que sobreviveram o passar de milénios.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *