Évora, Sociedade

Câmara de Évora conheceu projecto de reabilitação do Salão Central Eborense

????????????????????????????????????

O projecto base de reabilitação do Salão Central Eborense foi apresentado à Câmara nesta reunião pelos arquitectos Tiago Saraiva e António Faria, do ATELIERMOB.

Esta reabilitação, sendo feita com recurso a fundos comunitários no âmbito do Plano de Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), está orçada em 2, 5 milhões de euros. O novo edifício acolherá várias valências. É dotado de um espaço polivalente, com plateia para 182 lugares, cafetaria, acesso a pessoas com mobilidade reduzida e ainda um miradouro, explicaram os arquitectos. A entrada principal é feita pelo Páteo do Salema, sendo ponto de partida para uma posterior reabilitação do espaço.

O prazo de entrega da candidatura é até final de Maio, tendo o projecto de ser aprovado na próxima reunião pública de Câmara. Prevê-se que o Salão Central esteja em obra no primeiro semestre de 2018. Toda a Câmara apresentou os parabéns à equipa de arquitectos e fez votos para que aquele espaço seja efectivamente requalificado e volte a ser usufruído por todos.

Refira-se que o Salão Central foi criado em 1916 por José Augusto Anes. Desde essa data, teve vários proprietários e valências, nomeadamente exibição de filmes. O público foi diminuindo, tendo encerrado em 1986 e uma década depois foi adquirido pela Câmara Municipal de Évora.

O Vereador Eduardo Luciano apresentou a proposta de programa em preparação para as comemorações do 25 de Abril. Desta, destaca-se o espectáculo na noite de 24 para 25 de Abril com a Ronda dos 4 Caminhos, as quatro bandas filarmónicas do Concelho e diversos grupos corais. Mara, Pedro Calado e Elisa Hoffman são outros dos artistas incluídos neste programa onde se quer destacar a força do colectivo. A iniciativa “Há Livros à Rua” animará com stands de livros, de 22 de Abril a 1 de Maio, os espaços junto à Sé, Museu e Biblioteca Pública de Évora.

A Vice- Presidente Élia Mira apresentou o programa do Desafio pela Saúde, que se realiza este mês em Évora. Inicia-se com um seminário no Salão Nobre dos Paços do Concelho prosseguindo nos dias seguintes com um conjunto de iniciativas nas áreas do desporto e da saúde, junto ao Templo Romano, Arena d´Évora e Piscinas Municipais. Uma estafeta que percorrerá as freguesias rurais é a novidade este ano.

O Presidente da autarquia, Carlos Pinto de Sá, anunciou que a requalificação do Parque Infantil de Évora implica o encerramento total do espaço por motivos de segurança, prevendo-se que a obra esteja concluída na Feira de S. João.

De acordo com a legislação vigente, é necessário deliberar sobre as contas do Município, tendo o Presidente proposto uma reunião extraordinária no dia 19 de Abril, a partir das 15 horas, nos Paços do Concelho, proposta que foi aceite por todos.

Foi aprovada por unanimidade a abertura do Programa Casa Caiada. O prazo das inscrições decorrerá desde a publicação do edital até 30 de Junho, sendo a área de intervenção todo o o Centro Histórico e área de proteção à Muralha. Os imóveis abrangidos são prédios de habitação ou mistos, podendo candidatar-se proprietários, senhorios e inquilinos. As caiações concluídas até 31 de Maio serão bonificadas. Os interessados devem inscrever-se na Divisão de Cultura e Património da Câmara.

A proposta de Normas de Regulamentares para atribuição e funcionamento das Tasquinhas da Feira de S. João 2017 foi aprovada por unanimidade. As candidaturas deverão ser apresentadas mediante o preenchimento de formulário, acompanhado de documentação especificada, a disponibilizar na página electrónica da Câmara de Évora em www.cm-evora.pt Para esclarecimentos adicionais deve ser contactada a Divisão de Desporto e Juventude, Divisão de Educação e Intervenção Social ou Divisão de Cultura e Património.

Aprovação unânime mereceu também o aditamento ao licenciamento e execução do Projecto de Substituição e Execução de Coberturas para o Jardim Infantil de Sto. António. Em Outubro de 2016 foram aprovados em reunião pública de Câmara os projectos de Arquitectura e Estabilidade referentes á substituição da cobertura. Agora é aprovada a ampliação da sala de actividades. O custo total da intervenção estima-se em cerca de 25 mil euros (sem IVA).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *