Cultura, Marinha Grande

Núcleo de Arte Contemporânea na Marinha Grande tem “Vidro e Luz”

ExposicaoVidro_e_Luz3

“Vidro e Luz: transparência, translucidez e opacidade” é a exposição que está patente no Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, situado no Edifício da Resinagem, na Marinha Grande, até 7 de maio.

A inauguração ocorreu no passado sábado, 8 de abril, na qual a vereadora da Cultura, Cidália Ferreira, agradeceu às artistas representadas na exposição e recordou que o vidro une e funde identidades diferentes culturais e nacionalidades.

 Regina Lara, uma das autoras das obras, mostrou-se satisfeita por expôr na Marinha Grande, recordando o facto de ter integrado a coletiva de vidro contemporâneo da exposição “O Lado Feminino do Vidro”, com a qual foi inaugurado o edifício do NAC.
A exposição “Vidro e Luz: transparência, translucidez e opacidade” apresenta trabalhos de quatro artistas: a brasileira Regina Lara, a portuguesa Teresa Almeida, a estoniana Mare Saare e a irlandesa Suzannah Vaughan.
A mostra integra a pesquisa pós-doutoral numa abordagem teórico prática denominada “Vidro e Luz: transparência, translucidez e opacidade na arte contemporânea”, de Regina Lara Silveiro Mello, sob supervisão de Teresa Almeida. A pesquisa realiza-se na VICARTE – Unidade de Investigação de Vidro e Cerâmica para as Artes, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.
Com esta exposição, Regina Lara pretende mostrar obras que representem os conceitos de transparência, translucidez e opacidade, relacionando-os com o vidro.
A exposição fica patente ao público até 7 de maio de 2017, podendo ser visitada de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 13h00 e das 14h00 às 18h00 e ao sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00. A entrada é gratuita.
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *