Marinha Grande, Sociedade

Secretário de Estado da Energia na Marinha Grande

ConferenciaSecretarioEstadoEnergia1

O Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, esteve no Auditório da Resinagem, na Marinha Grande, esta quarta-feira, 29 de março, para participar na conferência “A Engenharia ao serviço da eficiência energética na Indústria”.

A iniciativa foi organizada pela Delegação Distrital de Leiria da Ordem dos Engenheiros (OE) e pelo Colégio de Materiais da Região Centro, com o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande e do Centimfe, no âmbito da marca “Marinha Grande – Centro de Engenharia e Design”.

Além do governante, estiveram presentes Paulo Vicente, presidente da Câmara; Carlos Loureiro, vice-presidente da OE; Ricardo Duarte, delegado distrital de Leiria da OE; e Gustavo Carvalho, presidente do Colégio Regional de Materiais da OE.

O Secretário de Estado vincou a aposta do Governo no “rigor, competitividade e estabilidade na área da energia”. Uma das medidas prioritárias foi colocar em prática a tarifa social que beneficia 800 mil famílias a nível nacional, o que , corresponde a um desconto na fatura de eletriciadde ou de gás de 33 %. Na Marinha Grande existem “2567 famílias que passaram a ter este desconto na fatura de eletricidade e 236 famílias na fatura do gás natural”.

Jorge Seguro Sanches salientou que o preço do gás natural baixou entre os 18 e 28%, “para as famílias e para as empresas, o que corresponde a uma melhoria da qualidade de vida das empresas e dos consumidores”.

Além desta preocupação deu nota dos investimentos realizados na área da energia colocados ao serviços das empresas.

O presidente da Câmara da Marinha Grande assumiu que “somos um concelho que se afirma pela sua forte presença, nacional e internacional, na engenharia e no design, associados ao desenvolvimento da indústria de moldes, de plástico e do vidro”.

Paulo Vicente destacou a importância da presença do Secretário de Estado da Energia, “profundo conhecedor da realidade da nossa indústria e das suas necessidades e que, estamos certos, não deixará, como não tem deixado, de contribuir para a criação de condições competitivas para o setor industrial, em especial da Marinha Grande, pelo seu contributo indiscutível para a economia nacional e para a harmonia social”.

O presidente Paulo Vicente destacou que “o futuro próximo assenta na construção de pontes entre os diversos níveis de poder, local e central, por isso nós continuaremos a apostar no diálogo com todos os agentes económicos e no aprofundamento da interação entre as empresas, as associações empresariais, a Câmara Municipal e o Governo de Portugal”.

Esta conferência, que pretendeu descentralizar as sessões de informação para os engenheiros, abordou os critérios de eficiência energética em sistemas de ar comprimido, por Carlos Sestelo, e o ecodesign com base na avaliação (energética e ambiental) de ciclo de vida, por Fausto Seixas Freire.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *