Alcoutim, Turismo

Festival do Contrabando em Alcoutim confirma potencial, encantando milhares de visitantes

1-24032017-IMG_4394

O Festival do Contrabando decorreu entre os dias 24 e 26 de março, logo na primeira edição, a iniciativa obteve afluência de milhares de visitantes, mesmo com os condicionalismos meteorológicos, as ruas encheram e a animação foi muita com a oportunidade única de realizar a travessia pedonal do Rio Guadiana, que marcou todos os que nos visitaram.

A realização deste festival integra-se numa estratégia de desenvolvimento turístico do concelho, assente na promoção do património natural, histórico, gastronómico e cultural, que segundo o Presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo Gonçalves “Pretendemos criar um evento de referência e com expressão regional que assenta no critério de diferenciação e que se pretende como evento Âncora no programa cultural de Alcoutim” e desta forma impulsionar o turismo e o desenvolvimento económico do concelho.

A cerimónia de abertura do Festival, contou com a presença de muitos ilustres convidados, entre os quais a Comissária do Programa “365 Algarve”, Dália Paulo; o Presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva; a Subdelegada do Governo Espanhol, Asunción Gravalos e o Ministro das Finanças, Mário Centeno que discursaram e reforçaram a singularidade do evento e a potencial do mesmo.

O Festival do Contrabando permitiu a realização de um sonho antigo da população local, a ligação através de uma ponte que unisse Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana. A Ponte obteve nos 3 dias do Festival cerca de 10.000 travessias, contabilizadas com a bilheteira da travessia, as passagens gratuitas dos munícipes e dos figurantes, e participantes na prova de Trail, demonstrando o impacto do evento e o potencial que oferece ao nosso território, mesmo com as contrariedades climatológicas que condicionaram o acesso à mesma na tarde de Domingo.

As vilas de Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana “vestiram-se” a rigor e proporcionaram aos muitos visitantes um variado cartaz de eventos culturais, onde se pode assistir a espetáculos de música, teatro, artes e ofícios tradicionais, arte circense, animação musical, onde personagens como os contrabandistas e guardas-fiscais passearam pelas ruas, realizaram-se workshops de ofícios tradicionais, debateu-se o tema nas Jornadas do Contrabando, decorreu uma prova desportiva, Trail del Guadiana – Historias de Contrabando, as fotografias tiradas nos dias do evento podem concorrer ao Concurso de Fotografia ou ainda visita a monumentos da história da região e do contrabando e muita mais animação tendo sempre presente a beleza e imponência do Rio Guadiana.

Os sabores da serra e do Rio foram mais uma das propostas deste festival, apreciar a diversidade que a gastronomia local oferece nesta época do ano e encontrar os doces tradicionais, sabores autênticos e inconfundíveis.

Uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Alcoutim em parceria com o Ayuntamiento Sanlúcar de Guadiana, que conta com o apoio do Governo de Portugal, Turismo de Portugal, Região de Turismo do Algarve, 365 Algarve, Junta de Andalucia e Mancomunidad da Betúria, com o patrocinio da Fundación Cajasol e Sendae, tendo contato com a importante colaboração de A Moira – Associação de Defesa e Promoção do Património do Concelho de Alcoutim, ADECMAR – Associação de Desenvolvimento Etnográfico Cultural de Martim Longo, Associação Amigos dos Farelos e Clarines, Associação Cultural Social e Recreativa Estrela Pereirense, Associação de Solidariedade Social, Cultural, Desporto e Artes dos Balurcos, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcoutim, GDA – Grupo Desportivo de Alcoutim, Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 1107 de Alcoutim, Inter-Vivos – Associação de Jovens do Nordeste Algarvio, Algarve Film Commission: AFC, Santa Casa da Misericórdia de Alcoutim, Agrupamento de Escolas do Concelho de Alcoutim, Inframoura, Museu do Traje – São Brás de Alportel, Museu Municipal de Loulé, Associação Los Langories, C.D. Atletismo de Corrales, Capitania do Porto de Tavira, GNR – Posto de Alcoutim, Serviço Municipal de Proteção Civil, Repartição de Finanças de Alcoutim e de todos os que ajudaram a tornar este evento uma realidade, com uma dedicação especial à memoria de Francisco Jose Ojeda Prego, e aos funcionários do Município.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *