Cultura, Póvoa de Lanhoso

Castelo de Lanhoso apresenta “Teresa, mãe de Portugal”

Abertura expo Teresa33

“Teresa, mãe de Portugal” do escultor vimaranense Dinis Ribeiro é como se designa a exposição que está patente no exterior e no núcleo museológico do Castelo de Lanhoso, desde o passado sábado, dia 25 de março.

O Vereador da Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues, esteve na abertura desta mostra, assim como o Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Gaia e Curador da exposição, Delfim Sousa, e o Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães, José Bastos. André Rodrigues salientou a importância das parcerias na valorização do Castelo de Lanhoso. “Esta mostra pretende conjugar o bom exemplar de monumento, que é o Castelo de Lanhoso, com a elevada qualidade da obra de Dinis Ribeiro. A nossa forma de trabalhar no município é essa, ou seja, é a de criar parcerias e de fortalecermos ambos os aspetos. Essa mesma parceria funciona muito bem e tanto o Castelo como a exposição vão sair valorizados”, considerou este responsável.

Recorde-se ainda que o ex libris da Póvoa de Lanhoso tem sido palco frequente de manifestações artísticas e culturais, como forma de o divulgar e de o dinamizar. “Espero que voltem ao Castelo, porque tentamos diversificar em termos de conteúdo. Nós tentamos mudar, diferenciar, e é assim que queremos aumentar o número de visitantes como já temos vindo a aumentar até agora”, salientou ainda o Vereador.

Esta mostra é composta por três núcleos, um interior e dois exteriores, sendo de destacar aquele que é composto por guerreiros que, voltados para a Vila da Póvoa de Lanhoso, protegem, o Castelo.

Na inauguração da exposição de escultura de Dinis Ribeiro esteve ainda representada D. Teresa, em resultado de uma parceria entre o Castelo de Lanhoso, os Serviços Educativos da Biblioteca Infantil e o Theatro Club.

  1. Teresa, mãe de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, é o rosto de uma governação firme e inteligente, consolidando e ampliando as linhas de fronteira do Condado Portucalense. As suas relações pessoais, frias e calculistas, e as alianças meticulosamente planeadas, fizeram desta mulher uma personagem fundamental na História de Portugal.

Esta mostra fica patente por tempo indeterminado, prevendo-se que possa ficar até ao final do Verão.

Castelo de Lanhoso

Aberto de quarta a domingo

10h00 às 12h30 e 14h30-17h30

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *