Castro Marim, Educação

Município de Castro Marim apoia 51 jovens a continuar estudos

metronews-sem-imagem

São 51 os jovens estudantes apoiados pelo Município de Castro Marim neste ano letivo (2016/17), para alguns, é a única oportunidade de continuarem a estudar. As bolsas de estudo atribuídas aos 51 estudantes do concelho, no ensino secundário ou no ensino superior, representam um investimento total de 76.500,00 euros.

Esta é uma das medidas promovidas na área da ação social e educação pela autarquia de Castro Marim e que promove a igualdade de oportunidades de acesso ao ensino a todos os alunos do concelho.

“Este é um investimento no desenvolvimento e no futuro de Castro Marim. É muito gratificante saber que conseguimos contribuir na realização dos sonhos destes jovens”, declarou o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral.

“Com os tempos que correm, cada vez tornasse mais complicado continuar os estudos, principalmente devido a problemas financeiros. E como seria de esperar, o Ensino Superior para além das despesas relativas às propinas, acaba também por acarretar outras despesas como o alojamento, a alimentação e muitas outras. Posto isto, a bolsa de estudo atribuída pela câmara é fundamental para que possa concluir esta etapa”, garante uma das bolseiras, Marlene Rosa.

Para além da atribuição de bolsas de estudo, o município promove outros apoios às crianças e jovens do concelho, nas etapas fundamentais da sua formação pessoal e sucesso educativo, entre as quais destacamos: um auxílio económico anual, a alunos pertencentes a agregados familiares de fracos rendimentos, para aquisição de material escolar (1º, 2º e 3º Ciclo do Ensino Básico); a aquisição de manuais escolares aos alunos do 2º, 3º e 4º anos do 1º ciclo; o financiamento da refeição escolar pagamento na totalidade e em 50% aos alunos posicionados em escalão A e B, respetivamente; o mesmo sucede com as refeições e com a componente de apoio à família no ensino pré-escolar; o financiamento de 50% do valor do passe de transportes públicos para todos os alunos residentes no concelho a estudar na Escola Secundária de Vila Real de St. António; o transporte escolar aos alunos do 1º ciclo cuja residência se situe a mais de 3 km do estabelecimento de ensino que frequentam; a atribuição de material escolar/didático às escolas do 1º ciclo (de dois em dois anos letivos) e ao ensino pré-escolar; a viagem anual dos melhores alunos de cada ano e de cada turma.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *