Seia, Turismo

Feira do Queijo de Seia atraiu milhares de pessoas

DSC_5489

O Presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo, traçou, esta quinta-feira, durante a reunião do executivo autárquico, um balanço altamente positivo da Feira do Queijo de Seia, que decorreu entre os dias 25 e 28 de fevereiro, considerando-a mesmo como um dos melhores certames de sempre.

Público e expositores são unanimes em reconhecer que o evento verificou, nos últimos anos, um grande impulso, destacando a animação permanente do certame, que uma vez mais elevou a nossa cultura e tradição e, sobretudo, possibilitou a oportunidade de apreciar, provar e comprar produtos de excelência produzidos em Seia, oriundos das suas empresas e dos seus produtores locais.

“Num primeiro balanço dos quatro dias de evento podemos desde já constatar que a Feira do Queijo de Seia se afirmou, por mais um ano consecutivo, como o evento de referência local, regional e nacional da divulgação e venda dos produtos de Seia, com especial destaque para o queijo de ovelha e cabra, o requeijão, o pão, o fumeiro, o vinho, o mel, a lã ou o artesanato”, evidenciou o autarca.

O edil destacou, relativamente, à promoção da Feira do Queijo de Seia, “que está provado que não precisamos de recorrer a truques de propaganda para ter na Feira os melhores visitantes, os melhores expositores e o melhor público, mantendo na essência a tradição que sempre a caracterizou e esteve na sua génese”.

O êxito é atribuído aos expositores, aos diferentes parceiros e à excelente organização do município, que continuam a fazer com que a feira se afirme por si própria: “Quem visita a Feira de Seia sabe ao que vem”, exclamou, deixando rasgados elogios ao movimento associativo concelhio, que permitiu desenhar um programa intenso de atividades que emergiram, naturalmente, do território único que é a Estrela bem como da genuinidade das suas gentes, beneficiando de oportunidades de provar e de adquirir produtos locais de excelência. O melhor indicador do sucesso desta edição da Feira do Queijo 2017, refere o autarca, é a satisfação manifestada por mais de centena e meia de expositores que demonstrou o regozijo pelas vendas realizadas.

Nos quatro dias de evento, com 12 horas diárias de atividades, passaram pela Feira do Queijo, várias dezenas de milhares de visitantes que privilegiadamente durante estes dias, além da Feira, puderam apreciar, sem sair do concelho de Seia, a beleza da Serra da Estrela e da Torre coberta de neve. Puderam visitar a nossa interessante rede de museus (CISE, Museu do Pão, do Brinquedo, da Eletricidade), estiveram alojadas na numerosa rede de unidades de alojamento turístico que, na sua maioria, esgotaram a sua capacidade e provaram, na Feira e nos restaurantes, a gastronomia serrana.

Por todas as razões Seia, explica: “o Município e a Comunidade estão satisfeitos e reconhecem em todos, visitantes, expositores, associações, empresas, empresários e organizadores do município, a força deste grande evento, de elevado retorno para a economia local”.

“O sucesso da Feira do Queijo de Seia mede-se pelos resultados, não pela propaganda em torno de um produto e de um setor que alguns não têm mas vangloriam mas, fundamentalmente, por dois indicadores fundamentais: a satisfação dos visitantes e expositores e as vendas dos produtores”, sustentou.

Nestes indicadores não temos dúvidas, a Feira do Queijo de Seia, este ano, e mais uma vez, veio provar o dinamismo e a excelência do setor agroalimentar do queijo, do fumeiro, do artesanato, do mel, do vinho, do pão e do turismo instalado em Seia.

“Assim, a Feira do Queijo de Seia, em plena Serra da Estrela, continuará para sempre, sem vaidades, sem truques de propaganda a ser a festa genuína do concelho de Seia, da cidade e dos seus habitantes, das suas empresas e empresários, dos seus artesãos e artistas, das suas associações, no presente mas, mais do que tudo, no futuro”, reiterou
Filipe Camelo, assegurando que a Câmara Municipal continuará a fazer da Feira do Queijo um momento de grande afirmação da força e vitalidade do Concelho, nos planos económico, social e cultural.
Mas é, sobretudo, uma oportunidade para criar sinergias, promover as potencialidades do Concelho e incentivar e impulsionar novos investimentos, no quadro das novas oportunidades que estão a surgir, muito relacionadas com a qualificação e valorização dos produtos tradicionais.

A valorização e promoção do Queijo da Serra da Estrela, sendo um dos principais objetivos da feira, congrega à sua volta todo o mundo rural, onde damos a conhecer o elevado potencial nalgumas fileiras que importa preservar e valorizar, designadamente, ao nível dos produtos tradicionais (leite, queijo, mel, vinho, pão, carne, azeite, etc), que têm despoletado novas iniciativas empresariais que constituem um fator de emprego, inovação e diferenciação nos produtos que geram e/ou nos serviços que prestam.

“Tratando-se de um evento que atrai milhares de pessoas á cidade, induzindo efeitos muito positivos na economia local, com particular destaque para os setores do turismo, comércio, alojamento e restauração, continuamos apostados em tornar a feira ainda mais atrativa”, exclamou.

Recorde-se que este foi o segundo ano de um novo figurino, implementado com grande êxito o ano passado, com um programa ampliado para quatro dias, entre o sábado e a terça-feira de Carnaval, e um novo horário, mais prolongado e compatível com as necessidades do setor turístico, cujo fluxo aumenta exponencialmente nesta altura do ano.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *